Skip to Content

Gravidez e condução

Gravidez e condução

A proteção do bebé começa na gravidez

Ainda muitas mulheres grávidas pensam que o cinto pode causar algum dano a seu futuro bebé em caso de colisão. Devemos recordar que a melhor maneira de proteger o futuro bebé é protegendo à mãe, e o melhor a fazer quando for andar de carro é pôr o cinto de segurança.

Na hora de dirigir ou viajar como passageira, poderá seguir as dicas que daremos a seguir.

Gravidez e condução

Gravidez e condução

Em geral, as mulheres grávidas podem dirigir e viajar em automóveis, utilizando normalmente o cinto de segurança, exceto se seu médico o desaconselhar.

Em determinados casos, à medida que avança a gravidez, também pode ser aconselhável deixar de dirigir, e viajar só como passageiro. Por exemplo, quando for impossível conseguir uma posição de condução cómoda ou quando o ventre da mãe ficar muito perto do volante. Recomenda-se que tenha mais de 20 cm entre o volante e o ventre.

Quando for fazer viagens longas, convém aumentar o número de paradas para descanso e a grávida deve caminhar para ativar a circulação.

Para voltar a dirigir após ter dado a luz, normalmente recomenda-se esperar aproximadamente 3 semanas após um parto sem complicações, e não deverá fazer antes de 6 semanas se o parto foi cesariana. Nossa recomendação sempre é consultar aos médicos profissionais (ginecologista ou obstetra, parteira…).

Muito importante!

Se estiver grávida, é preciso ir ao ginecologista no caso de ter sofrido algum acidente, ainda que seja leve.

Gravidez e condução

Mais segurança como passageira

  • Seja como condutora ou como passageira, é importante usar o cinto de segurança devidamente preso.
  • O assento mais seguro não é o do passageiro. Temos que tentar viajar nos assentos traseiros, se possível en el asiento central.
  • Procure ir em um carro grande e cómodo. Lembre de parar e esticar as pernas.O recomendável é fazê-lo de hora em hora.

O cinto de segurança. Dicas práticas

As mulheres grávidas devem usar sempre o cinto de segurança: é a melhor maneira de proteger tanto à mãe como o futuro bebé.

As exceções devem ser devidamente justificadas pelo médico profissional responsável e dispor de um atestado médico. No caso de não poder usar o cinto, devemos evitar andar de carro, ainda que seja como passageira.

Devemos recordar que o airbag perde eficácia se não for utilizado junto com o cinto de segurança. Para uma maior segurança deve-se utilizar o airbag e cinto de segurança de maneira conjunta. Ao estar grávida, é importante sentar-se o mais longe possível do volante ou do painel.

Assim deve ficar o cinto de segurança:


 


 

Gravidez e condução

Outro erro comum é utilizar almofadas sobre o assento, bem como utilizar ganchos para o cinto.

E, quando chegar o feliz momento…

O bebé deve ir corretamente protegido numa cadeirinha ou bercinho para bebés desde sua primeira ida ao hospital ou da maternidade para seu novo lar.       

Viajar com crianças de forma segura

No ‘Guia Bebés e crianças seguras no carro. Cadeiras para automóveis’ (Espanhol), realizada pela  Fundación MAPFRE  e a  Federación de Asociaciones de Matronas de España (FAME) está dirigida aos pais para melhorar a segurança viária infantil. 

O guia oferece dicas para crianças com necessidades especiais, aprofundando nos diferentes tipos de cadeirinhas e destacando as regras de homologação. Igualmente, aborda-se a legislação espanhola relativa a automóveis particulares, táxis e auto escolas, oferecendo dicas para escolher uma boa cadeirinha e listando os 10 pontos de segurança para crianças no automóvel.

Back to top