Skip to Content

21 de Dezembro: Dia das Crianças com Câncer. Conselhos para viajar de carro

21 de Dezembro: Dia das Crianças com Câncer. Conselhos para viajar de carro

19/12/2016

Cada caso de câncer tem suas próprias necessidades específicas. Estas não só variam entre as diferentes pessoas, como também com cada tipo de câncer, e especialmente com cada tratamento e a situação específica de cada paciente.

Não se pode dar o mesmo conselho a um paciente em tratamento e a outro que já o tenha concluído, ou a um paciente operado recentemente (e este, por sua vez, não precisa tomar exatamente as mesmas precauções e cuidados que um paciente operado no passado).

No entanto, podemos levantar uma série de dicas gerais para viajar com crianças que sofrem de câncer, conselhos que também podem ser aplicados a pacientes adultos, exceto em alguns pontos específicos.

O primeiro a se fazer é planejar a viagem com a ajuda da equipe médica do paciente, especialmente no caso das crianças. Possíveis restrições são de que as datas da viagem possam interferir na programação do tratamento, como nas sessões de quimioterapia, radioterapia ou na realização de uma cirurgia. O oncologista é quem melhor pode ajudar a definir a melhor época para viajar.

A participação do oncologista infantil ao fazer planos com uma criança com câncer é uma grande ajuda para selecionar as datas, destino, modo de viajar e as atividades que funcionarão melhor para a criança. Por exemplo, se a contagem sanguínea apresentar traços de possível queda, ou já estiver muito baixa, o médico pode sugerir o adiamento da viagem para outra data. Ao prever a possível queda da contagem, a equipe médica pode aconselhar os pais sobre quais precauções tomar em relação à aparição de febre ou sobre o uso da máscara de proteção nos aeroportos ou outros lugares movimentados, entre outras coisas.

Viajar em carro tem uma vantagem sobre todos os outros tipos de transporte: a liberdade de movimento. De carro podemos parar quantas vezes sejam necessárias e descansar com freqüência, algo que em um avião não poderíamos fazer à vontade, entre outras possíveis complicações que poderiam acontecer devido às peculiaridades deste sistema de transporte.

O que levar ao viajar com uma criança com câncer?

Toda a informação médica o mais detalhado possível, sob a forma de um documento da equipe médica ou do farmacêutico detalhando todos os medicamentos prescritos para o tratamento do câncer, incluindo dosagem, tempo, renovações, etc. Devemos ter claro se os medicamentos que levamos são legais em nosso destino, caso seja fora do país. É também muito importante consultar os médicos da criança sobre qualquer medicamento potencialmente necessário, como anti-náuseas ou antibióticos.

É sempre uma boa ideia informar-se sobre o destino, caso surja alguma necessidade médica urgente. Os números de emergência, números de telefone do hospital, endereço e como chegar lá são dados necessários para precaução. Além disso, convém consultar a seguradora, informando sobre a situação e condição médica da criança.

Alguns conselhos extras:

  • Leve mais medicamentos além dos que tu acreditas precisar, caso a estadia seja estendida inesperadamente.
  • Todos os medicamentos devem ser mantidos em suas embalagens originais, longe do alcance das crianças.
  • No carro, não se deve manter os medicamentos no porta-luvas ou bagageiro, para evitar a exposição ao calor e excesso de umidade, o que pode danificar os medicamentos.
  • É melhor levar os medicamentos em uma bolsa de mão que esteja sempre ao alcance, porque pode ser que a criança precise de uma dose durante a viagem.
  • Apesar da utilização da máscara facial não ser confortável para as crianças, esta é essencial para ajudar a manter a criança longe de germes.
  • Quando viajar para um clima quente, lembra-te que certos medicamentos podem aumentar a sensibilidade da pele à luz solar, por isso é aconselhável levar e aplicar um protetor solar com alto índice de proteção.

Além de tudo, também devemos pensar no conforto e prazer da criança durante a própria viagem e durante as férias. Podemos pensar em trazer a sua almofada preferida, bonés ou chapéus para a cabeça quando o cabelo fique escasso além de brinquedos, jogos e música para sua distração e relaxamento durante a viagem.


Ayúdanos a conseguirlo

Back to top