Skip to Content

Conselhos para viajar de carro com crianças com atrofia muscular espinhal

Conselhos para viajar de carro com crianças com atrofia muscular espinhal

20/02/2017

A atrofia muscular espinhal (conhecida como SMA, por sua sigla em inglês) é uma doença hereditária que destrói progressivamente os neurônios motores inferiores que controlam as atividades musculares voluntárias essenciais como o falar, andar, respirar e engolir. Ou seja, esses neurônios controlam o movimento dos braços, pernas, peito, rosto, garganta e língua.

Existem vários tipos de atrofia muscular espinhal, e, embora todas elas sejam graves e muitas vezes a expectativa de vida seja muito baixa, existem tratamentos para controlar os sintomas e prevenir complicações. Claro, não há cura para esta doença.

Dependendo da idade do início da doença, a gravidade e a progressão dos sintomas, classifica-se em três tipos: tipo I, que se manifesta aos seis meses de idade, ou até mesmo mais cedo; tipo II, que geralmente aparece entre 6 e 18 meses de idade; e a de tipo III, entre 2 e 17 anos. -

Devido aos sintomas, as precauções específicas são semelhantes às que devemos ter com crianças com outro tipo de doenças musculares ou degenerativas. Estes sintomas podem incluir hipotonia, diminuição e dificuldade de movimentos nos membros, falta de reflexos, espasmos (tremores incontroláveis), tremores, dificuldade para alimentar-se e também ao respirar. Algumas crianças também apresentam outros problemas no esqueleto.

Em geral, trata-se de crianças com debilidade geral, embora a extensão da debilidade dependa do tipo de doença: pode ser que não sejam capazes de levantar a cabeça, ou ficarem sentados, ou podem manter a postura sentada, mas necessitarem ajuda para ato de sentar.

Bebés com SMA tipo I precisarão de cadeiras para carro viradas para trás, e é possível que precisem um apoio adicional para a cabeça. Poderia utilizar-se uma cadeira comum para carro, mas esta pode ser demasiado vertical para eles. Na maioria dos casos, é necessário recorrer à ajuda de um fisioterapeuta ou profissional médico para determinar que tipo de assento devemos utilizar, uma vez que depende do diagnóstico e da gravidade dos sintomas. 

Esta dificuldade significa que à medida que a criança cresce, as necessidades específicas podem ser muito diferentes, dependendo do caso, de modo que o aconselhamento médico é essencial para garantir o conforto da criança no carro e claro, sua segurança.


Ayúdanos a conseguirlo

Back to top