Skip to Content

Como devem viajar de carro as crianças com alguma deficiência?

Como devem viajar de carro as crianças com alguma deficiência?

04/12/2017

Mais de um bilhão de pessoas em todo mundo vivem com alguma deficiência, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Muitas destas pessoas são crianças e, é claro, de uma ou outra forma a deficiência afeta a maneira em como devem viajar de carro. Por causa do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência que é comemorado no dia 3 de dezembro falamos sobre o transporte de crianças com ‘necessidades especiais’ em automóvel.

Devemos ter em mente que esta ‘necessidades especiais’ pode ser por um problema de saúde incapacitante, por uma doença, por uma lesão ou por má nutrição e que, além disso, pode ser uma incapacidade temporária ou permanente. Entendemos por crianças com ‘necessidades especiais’ aquelas que por algum tipo de condição médica particular precisem de cuidados ou uma atenção especial na hora de andarem em um automóvel. A deficiência não tem que ser somente física, também pode ser psíquica, emocional, estar relacionada com o comportamento ou com a conduta.

A forma na qual devem viajar as crianças com ‘necessidades especiais’ é algo que se deve ter uma atenção especial. Devemos levar em conta sua vulnerabilidade. Por exemplo, suas cabeças são mais frágeis, tornando-os mais suscetíveis a sofrerem traumatismos cranianos graves. Por este motivo, é importante que viajem em um sistema de retenção infantil adequado e adaptado a suas necessidades.

Conforme o relatório ‘As crianças com necessidades especiais e sua segurança no automóvel’, elaborado pela Fundación MAPFRE, se estima que existem na Espanha no mínimo 60 mil crianças com necessidades especiais do ponto de vista de seu transporte no automóvel. E claro, é provável que esse número seja muito maior.

Conselhos para que viajem seguros

  • Devemos ter em mente que tudo dependerá do tipo da deficiência ou necessidade da criança. Em muitos casos, as crianças com necessidades especiais podem utilizar assentos convencionais sempre que os mesmos estiverem corretamente homologados. Este é um ponto que devemos levar em conta, tanto se a cadeira foi adquirida diretamente em um estabelecimento próprio, como se há sido adaptada, o sistema de retenção infantil deve estar devidamente homologado para não comprometer a segurança da criança. Desta forma, nos garantimos que há superado as provas exigidas e que é um SRI seguro.
  • Em geral, poderão usar cadeiras convencionais aquelas crianças que não tiverem dificuldades para flexionar os joelhos para se sentar, que podem respirar com normalidade se estão sentados em posição vertical ou semi-inclinados. Devem poder manter o controle muscular da cabeça e do pescoço no caso das crianças com mais de 10 kg, já que esse tipo de cadeira é mais rígida.
  • Como temos mencionado, em outras ocasiões é conveniente ou necessário usar um assento especial adaptado às condições particulares de cada criança. Em muitos casos não só não oferecem a melhor proteção para a criança em caso de acidente como inclusive podem agravar algumas condições pré existentes. Infelizmente, estes SRI adaptados costumam ser mais difíceis de adquirir e mais caros.
  • Em ‘Segurança Rodoviária Infantil’ contamos com uma secção específica onde oferecemos recomendações para viajar de carro do ponto de vista de necessidades diferentes .
  • Segundo o tipo de necessidade, poderá recorrer a um sistema de retenção infantil específico. Neste infográfico temos reunido alguns tipos de cadeiras infantis para carro que podem ser úteis:

BAIXAR INFOGRÁFICO

 

Tipos de sillas para niños con necesidades especiales
Objetivo Zero
Back to top