Skip to Content

Como as crianças com plagiocefalia devem viajar de carro?

¿Cómo deben viajar en coche los niños con plagiocefalia?

19/07/2018

A plagiocefalia é o desenvolvimento de uma zona plana ou assimétrica na cabeça do bebê. O tipo mais comum é a plagiocefalia posicional, que ocorre quando o aplainamento da cabeça se desenvolve devido a algum tipo de pressão externa. Não costuma ser grave, e é reversível, mas é preocupante para muitos pais.

A plagiocefalia ocorre pelo fato dos crânios dos recém nascidos serem macios e maleáveis, devido aos ossos do mesmo não estarem devidamente unidos. Isto significa que, se o bebê descansa em uma única posição durante muito tempo, corre o risco de que a zona de apoio fique plana. Curiosamente, ao generalizar-se as recomendações posturais para o descanso do bebê que limitam ou minimizam a incidência da morte súbita lactente, os casos de plagiocefalia começaram a crescer.

A plagiocefalia também ocorre durante a gravidez, sobretudo em ocasiões nas quais o feto se posiciona de alguma maneira em que sua cabeça fica pressionada, se vem de nádegas, ou em gravidez de gêmeos.

Por último, existem casos de plagiocefalia que requerem cirurgia. Trata-se de variações de uma má formação congênita que impedem que uma ou mais articulações do crânio se fechem antes do tempo, onde o bebê poderá sofrer uma deformação severa. Este tipo de plagiocefalia é conhecida como craniosynostosis.

A maioria dos casos são corrigidos com a postura e o tempo, mas se a deformação ou o caso é severo, é muito possível que a criança tenha que  utilizar uma faixa ou capacete feito sob medida para seu crânio durante quase todo o dia, até 23 horas. Desta forma, com este capacete ortopédico  será possível corrigir a deformação. O tratamento pode durar entre dois e seis meses, ainda que, no fundo dependa da idade do bebê e da gravidade do problema.

Para o transporte das crianças com plagiocefalia  temos que considerar algumas precauções básicas quanto a sua postura. Nos casos mais leves, bastará assegurar-nos de que sua cabeça não fique apoiada na zona plana se ficarem dormindo durante a viagem. Para isso podemos utilizar alguma almofada adequada para sua idade de maneira que a cabeça fique apoiada em outro ponto, e seguir as recomendações que damos neste artigo.

Caso seja necessário a faixa ortopédica , ou o capacete, mesmo estas faixas não sendo muito pesadas, a cabeça da criança ficará com um volume maior e pode ser perigoso em caso de colisão se não tomamos as medidas preventivas.

Para viajar de carro, devemos selecionar um assento infantil que maximize o conforto da criança proporcionando o espaço suficiente para a cabeça com seu capacete ortopédico. Dependerá da idade da criança, claro, mas dado que a maioria dos casos são corrigidos com pouca idade, a posição da cadeirinha será a virada para trás conforme exigido por lei. Em todo caso, convém selecionar assentos infantis orientados para trás durante o maior tempo possível.

Como sempre, recomendamos um especialista opine sobre as condições especiais nas quais deve viajar a criança com plagiocefalia, já que cada caso é um caso. 


 

Objetivo Zero
Back to top