Skip to Content

Coletes para crianças com problemas de comportamento ou necessidades especiais, a solução para viajar de carro

Coletes para crianças com problemas de comportamento ou necessidades especiais, a solução para viajar de carro

21/12/2015

As crianças têm o direito de viajar de forma segura nos veículos e os pais ou tutores têm a obrigação de cumprir as normas do Regulamento Geral de Condutores que o regula. Para que isto seja possível existe no mercado uma grande variedade de cadeiras infantis desenhadas segundo o peso do menor. Mas o que é que acontece quando a criança apresenta problemas de comportamento ou falta de controlo ao nível do tronco?

Para estes casos são necessários outros sistemas que garantam uma adequada proteção, como por exemplo, os coletes de segurança, especialmente desenhados como alternativa para crianças com mais de dois anos. Como são e que crianças os podem usar?

Quando a criança viaja sentada

No mercado existem cadeiras infantis para o carro com um desenho específico para crianças com necessidades especiais ou bebés prematuros que nascem com baixo peso. Mas conforme a criança vá crescendo podem surgir outras necessidades. Assim, podem ser crianças com problemas de comportamento que necessitam de uma fixação adicional para garantir a sua segurança e a dos restantes ocupantes dentro do carro ou menores que não controlam a zona do tronco e que exigem maior cuidado.

Para estes casos pode recorrer-se aos coletes de segurança. Trata-se de arneses em forma de colete compostos de vários cintos horizontais e verticais que se fixam ao veículo com outros cintos adicionais e que permitem que a criança possa utilizar o cinto de segurança do próprio veículo. Foram especialmente pensados para crianças com mais de dois anos.

Existem diferentes tipos de coletes para crianças que viajam sentadas. Tudo depende do fabricante e do modelo. Podem ter abertura frontal ou traseira, dispor de cintos ajustáveis nos ombros, de um cinto adicional entre as pernas, podem oferecer fechos de velcro… O que é importante é que o veículo disponha de cinto de segurança e, para além disso, é preciso ter em conta que, por vezes, poderá ser necessária a instalação de cintos adicionais de fixação.

Alguns destes coletes foram especialmente desenhados para crianças que viajam sentadas num autocarro. No caso de alguma empresa de transporte escolar necessitar de utilizar estes coletes, seria recomendável contactar antecipadamente a empresa que os fabrica para conhecer os requisitos de instalação dos mesmos no autocarro.

Que crianças podem utilizá-los?

Como já referimos são coletes de segurança para crianças com mais de dois anos que apresentam problemas de comportamento ou que não controlam a zona do tronco. Em geral, estão desenhados para ocupantes com um peso entre os 9 e os 74 quilos com um diâmetro de cintura entre 56 e 109 centímetros.

Coletes para crianças que viajam deitadas

Os fabricantes pensam em todos os casos e uma vez que há crianças que, por necessidades especiais, têm que viajar deitadas nos assentos traseiros, também foram desenvolvidos coletes modificados para estes casos.

Ao contrário dos coletes de segurança para crianças que viajam sentadas, estes coletes modificados consistem num arnês com vários cintos horizontais e verticais que se fixam ao veículo utilizando dois dos cintos de segurança dos lugares traseiros.

Na atualidade só existe um colete deste tipo para crianças com mais de dois anos que devam viajar deitadas. Trata-se do colete E-Z-On fabricado pela empresa dos EUA E-Z-On Products e homologado nos Estados Unidos segundo a norma de retenção infantil FMVSS 213.

Este colete está pensado para crianças com mais de dois anos com problemas de comportamento ou falta de controlo da zona do tronco que têm que viajar deitadas no carro. Mas também é uma alternativa a ter em conta para crianças com gesso nas ancas que não caibam nos assentos especiais desenhados para elas (o seu uso deve estar limitado a um peso de 29 quilos, incluindo o gesso).

Que crianças podem utilizá-lo?

Podem utilizá-lo crianças entre os 2 e os 12 anos de idade com um peso entre os 9 e os 45 quilos e com um diâmetro de anca entre 56 e 81 centímetros. Para que o colete seja eficaz a criança deve caber deitada no assento traseiro do veículo e devem ser utilizados dois cintos de segurança para a sua correta instalação.

Nos Estados Unidos é permitido colocar elementos acolchoados na zona do solo do veículo situado à frente da criança, e também pode ser utilizado algum tipo de acolchoamento debaixo da cabeça e entre a cabeça ou os pés e os laterais do veículo. Outra recomendação a seguir é situar a cabeça da criança o mais longe possível do lateral do veículo.

Back to top