Skip to Content

Regulamento R44

Etiqueta de homologação ECE R4404

Na maior parte dos países, para que um sistema de retenção para crianças possa ser colocado à venda, é necessário que o seu fabricante demonstre que ele foi capaz de superar alguns testes de segurança. Na Europa, os fabricantes de cadeiras para crianças devem recorrer a um laboratório de testes acreditado para provar que a cadeira cumpre todos os requisitos incluídos nos regulamentos 44, versão 04, ou R129 (i-Size), ambos elaborados pela Comissão Económica Europeia, CEE (organismo dependente da Organização das Nações Unidas). Noutros países como os Estados Unidos, Canadá ou Austrália, existem normas semelhantes.

A análise da segurança dos sistemas de retenção para crianças que o regulamento R44/04 exige inclui os seguintes testes:

  • Um teste de colisão frontal a 50 Km/h

  • Um teste de embate traseiro a 30 Km/h

  • Diversos testes do encaixe do fecho do arnês do sistema de retenção

  • Uma análise do desenho da cadeira

  • Um estudo do cinto ou arnês da cadeira

  • Outros requisitos

  • silla-peque.pngUm teste de colisão frontal a 50 Km/h, para medir a deslocação e as forças sobre o corpo da criança (cabeça, pescoço, peito…).

  • Um teste de embate traseiro a 30 Km/h.

  • Diversos testes do encaixe do fecho do arnês do sistema de retenção: para comprovar que pode abrir-se com facilidade depois de um acidente mas que, ao mesmo tempo, em condições normais não se torna demasiado fácil de abrir por uma criança.

  • Uma análise do desenho da cadeira, para garantir que não tem bordos cortantes nem peças rígidas sem proteção.

  • Um estudo do cinto ou arnês da cadeira, para comprovar que é possível ajustá-lo com segurança à compleição de crianças de diferentes alturas e pesos.

  • Outros requisitos, como o comportamento dos materiais em situação de incêndio, a resistência das partes metálicas à corrosão, a toxicidade de diversos componentes…

O regulamento europeu de homologação R44 não inclui nenhum teste de colisão lateral, o que contribui para que continuem a existir sistemas de retenção para crianças que não oferecem proteção em caso de embate lateral. Por isso, os clubes de automobilistas e as associações de consumidores europeus incluem testes de colisão lateral nos seus estudos comparativos independentes.

Back to top