Skip to Content

Volta das aulas: o que evitar nos trajetos até a escola?

Vuelta al colegio: ¿qué evitar en sus desplazamientos a la escuela?

07/09/2018

Depois de um longo período de férias, piscina, praia ou campo, chega o momento da volta à escola. O nervosismo prévio, novos sapatos, livros, mochilas e o material escolar… tudo se junta e as crianças estão mais ansiosas para o primeiro dia e reencontro com seus colegas de turma, do que de voltar à rotina habitual.

Frente aos trajetos até escola, seja de carro ou a pé, temos de reforçar o aprendido nos anos anteriores ou, se as crianças vão pela primeira vez à escola, começar cedo a educação viária  básica. Esta é, sem dúvida, uma tarefa que corresponde principalmente aos pais, ainda que depois, nos colégios, são dadas aulas a respeito ou se conta com a presença de agentes de Polícia que dão palestras e organizam oficinas. A educação viária começa em casa, e começa antes do que pensamos segundo o exemplo.

Quando vamos à escola de carro

É importantíssimo começar desde bem pequenos a reforçar a importância do sistema de retenção infantil.  Temos de ser sempre pacientes e colocar as crianças na posição mais adequada, sem casacos ou roupas volumosas que possam reduzir a eficácia dos arneses, e ajustar estes corretamente (com espaço suficiente para que passe um dedo com facilidade, de maneira que a criança possa respirar com normalidade).

Para as crianças menores, a posição de viagem será virado para trás, a mais efetiva, uma postura que manteremos durante todo o tempo, para sua segurança. Para as crianças maiores podemos explicar-lhes a razão de utilizar o assento elevatório com encosto , e a importância de ajustar muito bem o cinto de segurança.

Ao subir e descer do carro temos que explicar-lhes muito bem como devem se comportar: nada de jogos, pulos, ficar na calçada ou cruzar a rua em qualquer lugar  (algo que aplica, logicamente, no caso de irem caminhando para a escola, que trataremos mais pra frente). Como é lógico, isto depende da idade das crianças, mas o objetivo é, sempre, educar com o exemplo: cruzar pela faixa de pedestre, aprender a olhar para ambos os lados antes de cruzar, respeitar os semáforos…

O básico é não ter pressa, ir com tempo para escola e procurar um lugar adequado para parar o carro, que não atrapalhe o trânsito e que não obrigue as crianças cruzarem sozinhas a rua.

Quando as crianças vão a pé para a escola

No caso de irem caminhando para escola, o primeiro é determinar a melhor rota para isso, tanto se vamos acompanha-los, como se já forem sozinhos. É preferível escolher a rota que disponha de melhores calçadas, com mais visibilidade e a que tenha menos cruzamentos ou semáforos, ainda que seja uma rota mais longa. O importante é que seja segura.

Devemos proteger a criança como pedestre sempre levando pela mão, ou em seus carrinhos com o arnês ajustado. As crianças menores não sabem andarem direito ainda  e são totalmente imprevisíveis, além do que não são capazes de julgar corretamente as distâncias e as velocidades: não sabem nada dos riscos que lhes rodeiam. 

Outros conselhos importantes são de nos assegurarmos de que a criança conhece perfeitamente nosso número de telefone e os de emergência mais básicos; que saibam que jamais enviaremos um desconhecido para pega-los na escola; e o principal de todos é que procure um lugar seguro onde poderão esperar a gente chegar  para pega-los com toda confiança.

Quando as crianças vão de ônibus

Por último, muitos são os pais que optam pelo ônibus escolar para realizar estes transportes escolares. Seguir em todo momento as indicações do adulto responsável e colocar sempre o cinto de segurança (sempre que o ônibus disponha disso) são duas das premissas fundamentais. 

As crianças devem ter um comportamento adequado, tanto dentro do ônibus como fora, ao sair e entrar do mesmo. Devem prestar especial precaução com os degraus, nos corredores e permanecer sentados durante todo o trajeto.

A respeito, contamos com um infográfico onde reunimos as principais recomendações:

- Conselhos para um transporte escolar seguro em micro-ônibus

Objetivo Zero
Back to top