Skip to Content

Posso usar minha cadeirinha em um avião?

¿Puedo utilizar mi sillita de coche en un avión?

13/08/2019

Para muitos destinos de férias, ou de qualquer tipo, o único meio de transporte que pode nos levar com rapidez e segurança é o avião. Muitas famílias que planejam viajar de avião têm entre seus membros crianças pequenas, ou bebês, que viajam em seus carros geralmente acomodados em cadeirinhas. Na hora de viajar de avião, a questão é inevitável: posso usar minha cadeirinha em um avião?

A resposta não é direta: depende. A teoria nos diz que uma cadeirinha adaptada para poder ir de avião é mais que suficiente para realizar a viagem sem problemas. A realidade é que a decisão final depende da companhia aérea específica e, em última análise, do pessoal auxiliar no voo. 

Portanto, a primeira recomendação é que, antes de comprar as passagens, consultemos diretamente a companhia aérea para informar-lhes sobre nosso caso, as características da criança e da cadeira, e sabermos com certeza se é possível levar a cadeirinha no avião ou não. Pode haver algum tipo de política que não conhecemos e, consultando antecipadamente, podemos ter garantias de que a cadeira não ficará em terra ou terá que ser despachada.

Como deve ser a cadeirinha para viajar de avião

Em primeiro lugar, as companhias aéreas podem permitir o uso de cadeirinhas se elas tiverem arneses de 5 pontos e tiverem a certificação apropriada. No caso de cadeirinhas homologadas na Europa, devem ter o adesivo CE e o selo de certificação para uso em aviões. 

As cadeirinhas feitas para irem viradas para trás não servem, somente as usadas para a frente, e também devem se encaixar sem problema nos assentos, que têm uma largura standard de cerca de 43 cm entre os dois apoios de braço.

Deve-se dizer que as crianças que viajarão de avião em suas cadeirinhas devem pagar passagem pois, logicamente, elas ocuparão um assento. Existem outras alternativas para viajar de avião com crianças pequenas, que resumimos neste artigo que recomendamos a leitura.

Seja como for, é essencial consultar a companhia aérea e ter, em todos os momentos, as certificações, etiquetas ou requisitos que possam ser solicitados. Em muitos casos, as próprias cadeiras têm as etiquetas correspondentes coladas ou costuradas. O importante é termos certeza de que nossa cadeira poderá viajar na cabine conosco.

Objetivo Zero
Back to top