Skip to Content

Subir ou descer do transporte escolar, o momento no qual se produzem mais acidentes

Subir o bajar del vehículo de transporte escolar, el momento en el que se producen más accidentes

19/03/2019

Todos os dias, cerca de 630.000 alunos utilizam o ônibus escolar para ir ao colégio e regressar à casa, segundo o Observatório do Transporte de Viajantes por Estradas, do Ministério do Desenvolvimento. Trata-se de um dos transportes mais seguros de nosso país no que diz respeito ao número de acidentes registrados, com um índice de falecidos por quilômetro percorrido muito baixo, como revela a DGT. 

Durante as campanhas de inspeção que a DGT realiza, os agentes costumam comprovar as autorizações e documentos que os veículos devem ter para a prestação do serviço, bem como as condições técnicas e os elementos de segurança do veículo segundo as leis e os requisitos especiais que o próprio motorista deve cumprir —a permissão de condução ou os tempos de condução e descanso—.

As principais causas dos acidentes no transporte escolar são a velocidade inadequada e as distrações do motorista, por exemplo, mediante o uso do celular ou outros aparelhos.  No entanto, 90% dos acidentes que ocorrem durante o transporte escolar se dão no momento de subir ou descer do veículo ou nos instantes imediatos. 

Estes incidentes ocorrem devido à distração, em primeiro lugar. Seja porque o menor não está consciente do perigo que corre no momento de subir ou descer do ônibus; ou porque o motorista do transporte está distraído ou não presta a devida atenção às suas manobras; ou porque os pais não alertam seus filhos sobre os riscos, ou vão com pressa e estacionam seu veículo longe do transporte escolar.

Para evitar este tipo de situações recomendamos a leitura do estudo ‘Manual de Inspeções de Segurança Viária em Entornos Escolares’, da Fundación Mapfre. É importantíssimo que os pais respeitem os pontos de parada estabelecidos, cheguem com tempo suficiente e não esperem as crianças longe do ponto, no outro lado da rua ou em situações pouco acessíveis ou incômodas para os menores.

Algumas mensagens sobre segurança viária que os pais podem transmitir a seus filhos, relacionadas com a segurança no colégio e no transporte escolar, são:

  • Nunca se deve parar atrás do ônibus. A visibilidade nesse ponto é nula por parte do motorista, e uma manobra inadvertida pela criança pode terminar em tragédia.
  • Sempre há que esperar o sinal do motorista para entrar ou sair, bem como para atravessar a rua. É bom fazê-lo sempre vários metros à frente do veículo, aumentando as precauções e sem deixar de comprovar que não vem nenhum outro veículo em nenhum dos dois lados.
  • Já no ônibus, a criança deve permanecer sentada e com o cinto de segurança posto, se este estiver instalado.
  • Em nenhum caso há que correr, nem ao chegar ao ônibus, nem ao sair dele. Isto implica que os próprios pais devem chegar com tempo suficiente à parada do ônibus, de maneira que se elimine a pressa.
  • Em todo caso, há que obedecer ao motorista e ao monitor que o acompanha.

Quanto ao estacionamento do veículo, os pais devem procurar um lugar adequado para deixar e recolher seus filhos.  Para isso, é recomendável que encontrem um estacionamento perto de uma faixa de pedestres ou, como preferência, na mesma mão em que se encontra estacionado o ônibus.

No caso de que as crianças vão à parada do ônibus escolar por outro meio de transporte ou caminhando, acompanhados ou não, é conveniente lembrar das recomendações para um caminho escolar seguro. Desta maneira, melhoraremos consideravelmente sua segurança.

Objetivo Zero
Back to top