Skip to Content

Qual é a situação ideal dos apoios de cabeça nas cadeiras?

Qual é a situação ideal dos apoios de cabeça nas cadeiras?

17/04/2017

Atualmente, muitos sistemas de retenção infantil (SRI) oferecem a opção de ajustar gradualmente a altura do apoio de cabeça. Isso permite que a cadeira possa ser utilizada durante mais tempo, já que não ficará pequena tão rápido. No entanto, devemos levar em consideração uma série de critérios na hora de determinar qual é a altura correta.

As cadeiras de carro costumam imitar os assentos dos carros, mas em tamanho reduzido.Portanto, reúne uma série de qualidades e requisitos especiais que estão disponíveis nos assentos normais dos adultos devido à maior fragilidade das crianças. O motivo é que os assentos que vêm de série nos automóveis são muito grandes e o cinto de segurança não pode atuar de forma eficaz. O encosto de cabeça é também um elemento indispensável para garantir a segurança dos passageiros e por isso as cadeiras o possuem.

Nem todos os SRI oferecem a opção de ajustar o encosto de cabeça na altura. Normalmente costumam ser os sistemas de retenção infantil para os Grupos I, II e III. As cadeiras para crianças menores (Grupo 0 e 0+) geralmente consistem em uma mesma base.

Para colocar o encosto de cabeça na altura indicada é necessário colocar a criança no assento. Apenas desta forma poderemos saber com certeza qual é a altura ideal.

Neste sentido, recomenda-se que a cabeça da criança esteja na área mais estreita, isto é, as orelhas devem ficar no centro da cabeça da criança, a aproximadamente 3 centímetros do ombro. Ao menos a metade da orelha deve estar dentro da altura do encosto de cabeça. Se as orelhas ficarem muito altas não oferecerão proteção nos impactos laterais.

Também podemos ver se a cadeira é a adequada e, portanto, a altura é a correta pela forma na qual passa o cinto de segurança (Grupo II e III). O cinto deve passar pelo meio da clavícula e não muito perto do pescoço.

Em muitos casos, nivelar a altura do encosto de cabeça também implica subir ou baixar a altura do cinto ou as alças do cinto para que se adapte muito melhor à altura da criança.

Para ajustar o encosto de cabeça basta seguir as indicações do fabricante. Normalmente costuma contar com um botão ou alavanca que ao ser acionada permite subir e baixar o encosto de cabeça sempre dentro de certos limites. Uma vez que tenhamos a altura correta, devemos nos certificar que ele ficou corretamente ajustado.

Encontraremos o encosto de cabeça regulável naqueles sistemas de retenção infantil com apoio. Em assentos elevatórios sem apoio teremos que fazer uso do encosto de cabeça que vem de fábrica no veículo. Seguindo o mesmo critério.

Lembre-se que segundo as últimas alterações regulamentares em matéria de homologação, só haverá assentos elevatórios sem encosto naqueles que estejam homologados sob a ECE R44/04 no Grupo III (mais de 125 centímetros). Todas as cadeiras homologadas pela ECE R129 contam com encosto e, portanto, com encosto de cabeça. É claro, tudo isso apenas afeta os fabricantes a respeito da opção de quais cadeiras podem vender.Por enquanto, os usuários não devem mudar os assentos elevatórios.

Saberemos que a altura já não é suficiente e que é o momento de mudar de cadeira quando mais de 1/3 da cabeça ultrapassar o canto superior da cadeira, isto é, acima da orelha.Isso quer dizer que a criança é muito alta para continuar utilizando a cadeira e que, portanto, devemos recorrer a uma mais alta.

Reposacabezas

Eficácia do encosto de cabeça

O objetivo do encosto de cabeça é evitar lesões no pescoço e cabeça, especialmente o conhecido como “chicote cervical”, o qual costuma ocorrer especialmente nos impactos traseiros e frontais.

O encosto de cabeça também oferece uma proteção especial nos impactos laterais nas cadeiras que contam com protetores de orelhas.

O encosto de cabeça de “adulto” deve estar a cerca de 4 centímetros da cabeça e também deve ser regulado na altura, como a das crianças. É recomendável que o centro de gravidade da cabeça (a altura dos olhos) coincida com a parte mais resistente do encosto de cabeça. Normalmente costuma ser a mesma altura linear, a zona mais alta da cabeça deve coincidir com a zona mais alta do encosto de cabeça. Não deve ultrapassar.

É totalmente desaconselhável retirar o encosto de cabeça do veículo, apenas em determinados casos pode ser feito, como por exemplo, para a instalação correta de uma cadeira.

Neste vídeo é possível ver a eficácia do encosto de cabeça:

Ayúdanos a conseguirlo
Back to top