Skip to Content

Se viaja de ônibus, isto é o que você pode fazer para que seu filho viaje mais seguro

DefaultAlt

08/06/2015

Aqui há duas possibilidades: se falamos de ônibus urbano e você utiliza um carrinho ou se falamos de ônibus de viagem: ou a criança já é maior, já vai sem carrinho, porque está na bagagem, pois na cabine não há espaço ou porque diretamente já não usa carrinho.

No primeiro caso, no ônibus urbano há uma zona no centro da cabine reservada para estacionar o carrinho e também há cintos especiais para segurar o carrinho.

Porém, no segundo caso, o que devemos fazer? Na Espanha o Regulamento Geral de Circulação indica que nos ônibus (veículos destinados ao transporte de passageiros com mais de 9 lugares), deve ser usado o sistemas de retenção homologado para crianças maiores de três anos de idade nos bancos equipados com cintos de segurança ou outros sistemas de retenção homologados.

Quando as crianças são um pouco maiores, o cinto de segurança do banco do ônibus, normalmente de dois pontos de ancoragem (isto é desses que seguram por debaixo da cintura, sobre a pélvis). Ao não ter uma tira diagonal de cinto, que passa pelo peito e clavícula, não há problema com a estatura, nem risco de ficar na altura do pescoço.

Lembre-se que ao viajar de ônibus, se os bancos têm cinto de segurança, é obrigatório usar tanto crianças como adultos, em cidade ou na estrada.

Mesmo assim, o ideal seria poder utilizar uma cadeira infantil. Dadas as características dos lugares no ônibus é preciso bastante sorte para que a cadeira que temos possa ser utilizada no banco do ônibus. A princípio nada impede na regulamentação utilizar um sistema de retenção homologado quando pode ser colocado corretamente no banco.

Se cabe entre a fila de bancos, sem invadir o banco do lado, podemos segurar a cadeira com o cinto de segurança e garantir que não pode virar, por exemplo, segurando a cadeira pelo pé, ajustando no chão da cabine, poderia ser utilizada.

Ainda que são muito pouco habituais, também há arnês de segurança homologados especificamente para os bancos de ônibus, que são menos volumosos e são seguros com várias tiras e correias ao banco.

Porém, onde existe um vazio legal é com as crianças menores de três anos nos ônibus, pois o Regulamento não os menciona, só a partir de três anos. Neste caso devemos recordar mais uma vez que por muito precavido e cuidadoso que seja o pai ou a mãe levando seu filho em braços, em uma freada ou acidente não será capaz de segurar entre seus braços, e a criança sairá voando. Isto é muito perigoso.

Podemos tentar utilizar a cadeira infantil que temos para a criança, tal e como explicado anteriormente, e isto seria o ideal, porque é o sistema de melhor proteção. Ou podemos utilizar um arnês de segurança como os homologados para viajar de avião. Normalmente, são utilizados com crianças muito pequenas e bebês. A criança está segura com o arnês, sentada sobre o colo do pai ou da mãe, e o arnês é colocado no cinto de segurança do adulto.

Lembre-se também que a normativa pode ser um pouco diferente de um país a outro, e que deve consultar a do país de forma mais específica na seção legislação de nosso site.

Back to top