Skip to Content

Revisar a cadeirinha com a volta das aulas, bom momento para verificar sua condição

Revisar la sillita con la vuelta al cole, buen momento para comprobar su idoneidad

05/09/2018

Termina o verão e começa as aulas. Há que preparar os livros, o material escolar e, em muitos casos, comprar roupa nova. Durante o verão as crianças podem chegar a crescer bastante. Sem dúvida, é um bom momento para verificar se efetivamente a criança segue viajando no sistema de retenção infantil não só de acordo com a sua altura e/ou pesomas que também siga mantendo intactas todas suas características.

O início das aulas ou um novo ano no colégio não implica necessariamente uma mudança de cadeirinha para carro. Durante todo o ano e de maneira periódica deve ser verificado se a criança não ultrapassou os limites marcados pelo sistema de retenção infantil. No entanto, a volta as aulas pode ser um lembrete da importância que é verificar este item com frequência e é, sem dúvida, um bom momento para fazer, especialmente se verificamos que a roupa que utilizava no outro ano agora está pequena. 

SRI, O QUE DEVE SER VERIFICADO?

-Por um lado, há que verificar se o sistema de retenção infantil está em bom estado e que não tenha sofrido avarias durante o verão, que o sol e o calor não tenha alterado o estado de suas partes principais e que não tenha sofrido nenhum acidente de trânsito ou frenagem brusca. Há que ser levado em conta que em muitas ocasiões os danos são internos e podem não ser visíveis. Muitos fabricantes recomendam substituir a cadeirinha em caso de ter mais de seis anos ou se sofreu um acidente com uma velocidade de impacto superior a 10-20 km/h.

-Em caso de ser isofix, as ancoragens devem funcionar adequadamente. Neste sentido, no caso de ir com cinto de segurança, os pontos por onde deve passar também devem estar em bom estado. 

-Há que verificar se efetivamente a criança não passou o peso máximo indicado na cadeirinha, no caso de estar homologada pela R44/04, ou a altura no caso de ser um SRI homologado pela R-129 (i-Size). Uma pista de que a cadeirinha pode ficar pequena é se a cabeça da criança ultrapassa o encosto de cabeças e este não pode ser adaptado à altura da criança. 

Por outro lado, há que ter em mente que a idade não pode ser um fator a ser seguido na hora de determinar se está na cadeirinha adequada ou não. Pode ser um fator de orientação e aproximação, mas nunca determinante. É que duas crianças diferentes da mesma idade não têm que medir a mesma altura. 

Portanto, se uma criança excede o peso máximo recomendado para a cadeirinha ou  altura, há que se propor a utilização de um SRI de maiores dimensões, conforme à estatura e altura da criança. Só desta forma iremos garantir que a criança viaje de forma segura. 

-Conselhos para encontrar a melhor cadeirinha

Objetivo Zero
Back to top