Skip to Content

Contos de Realidade Aumentada: uma ajuda para que os pais eduquem em segurança rodoviária

Contos de Realidade Aumentada: uma ajuda para que os pais eduquem em segurança rodoviária

18/02/2016

Aproveitando que os mais pequenos da casa adoram apropriar-se do tablet dos pais, propomos que os ensinem em segurança rodoviária: com os contos de realidade aumentada que a Fundação MAPFRE acaba de lançar, dentro do seu anseio por proporcionar ferramentas didáticas tanto para professores como para pais. Tudo por um fim: que não ocorram mortes por acidentes de carro, no quadro da campanha "Objetivo zero vítimas”.

Através da leitura interativa (e mágica) da Realidade Aumentada, com o conto "Os duendes exploradores" as crianças dos 3 aos 5 anos aprendem a importância de viajar no carro com a cadeira. Para os pequenos do 1º e 2 ciclo (dos 9 aos 11 anos), "De bruces" dá-lhes as chaves para se desenvolverem como peões, enquanto fomenta a mobilidade sustentável com a utilização do transporte público e da bicicleta. "Conectar-se à vida", para miúdos dos 12 aos 16 anos, salienta o uso do cinto de segurança e dos modelos para atuar após um acidente de carro.

Para desfrutar dos livros ao máximo, primeiro é necessário descarregar uma aplicação (iOS e Android) no tablet ou no smartphone. Depois, apontar com a câmara de fotos sobre as ilustrações do livro que imprimiram previamente (vem em formato PDF). Como complemento aos três títulos, também se encontram audiolivros e cadernos de atividades específicos para cada um deles.

Embora os pais sejam sempre a primeira referência e exemplo dos filhos em segurança rodoviária, estes materiais também chegarão às escolas dentro do Programa Prevenção e Segurança Rodoviária na Aula. Assim, os professores contam com outros recursos como guias didáticos e um dicionário de sinais de trânsito. Outra atividade que as crianças vão adorar são os workshops de robótica LEGO. Neles, programam os robots, todos com rodas, para que se desloquem corretamente, sem pôr ninguém em perigo.

Está claro que a educação em segurança rodoviária nas escolas é fundamental, sobretudo se for incorporada como mais uma disciplina. No entanto, nada melhor do que a família se envolver desde o início nesta tarefa. Os pais são, em tudo, o exemplo a seguir. Por isso, comportar-se com respeito pelas normas de circulação e como peões assenta as bases para que o dia de amanhã atuem de forma responsável e sejam cautelosos ao volante.

Objetivo Cero

Back to top