Skip to Content

Quatro maneiras de ir à escola de forma mais sustentável

Cuatro formas de ir al colegio de una forma más sostenible

13/09/2021

Cada um de nós pode fazer a nossa parte para alcançar um mundo mais sustentável e respeitoso com o meio ambiente. Um jeito de fazer isso é mudando a maneira como nos deslocamos, e que melhor maneira de fazer isso do que incutindo esses valores nos mais pequenos? Você leva seus filhos para a escola de forma sustentável? Por ocasião da Semana Europeia da Mobilidade, abordamos quatro formas de ir à escola que não poluem e oferecemos dicas para fazê-lo em segurança. 

1- Caminhando: sem dúvida, a forma mais eficiente de ir à escola. Planeje o trajeto, calcule o tempo que leva de casa para a escola e vice-versa e, é claro, escolha o caminho mais seguro: calçadas em melhores condições, menos circulação ou melhor regulação do trânsito, com semáforos e, se possível, com uma via escolar segura, ou seja, vias consideradas seguras para pedestres e principalmente para crianças. Neste artigo, falamos sobre os requisitos necessários para que um caminho escolar seja seguro.

Aproveite a caminhada para ensinar à criança as principais regras de trânsito e como caminhar sem colocar em risco sua segurança. Aqui falamos sobre quando as crianças estão preparadas para irem sozinhas ao colégio

Da mesma forma, neste infográfico oferecemos dicas para crianças como pedestres

2- Bicicleta: não polui. No entanto, é necessário que a criança tenha as aptidões e os conhecimentos necessários para andar sobre duas rodas. Deve-se levar em consideração questões como a idade, a autonomia e a capacidade do menor de seguir e cumprir as leis de trânsito. Deve-se ressaltar, ademais, que muitas escolas já estabeleceram rotas específicas para incentivar seus alunos a irem pedalando. Com efeito, esse meio de transporte é promovido à nível europeu. 

Lembramos que a criança deve sempre usar capacete e recomenda-se o uso de outras proteções como cotoveleiras ou joelheiras, além de elementos refletivos. 

Se a criança for como passageiro, observe que um adulto (maior de 18 anos) só pode transportar uma criança como passageiro se ela tiver menos de 7 anos. As crianças devem ser acomodadas em uma cadeirinha adicional homologada de acordo com a norma UNE-EN 14344:2005. Essas cadeirinhas contam com encosto, arnês e apoio para os pés. Devemos nos certificar de que a cadeirinha fique perfeitamente presa à bicicleta. O mais comum é usar a cadeira na parte traseira, mas também há cadeirinhas dianteiras, que são colocadas no quadro, entre o selim e o guidão.

3- Transporte público: uma forma eficiente de ir à escola e que pode ser combinado com outros meios, como metrô, ônibus e até a pé. Deve-se seguir as regras de segurança em todos os momentos e, é claro, se a criança for muito pequena, ela deve ir acompanhada por um adulto. 

Se for de ônibus urbano, lembramos que a forma mais segura para uma criança andar de ônibus é utilizando um sistema de retenção infantil. No entanto, como a maior parte dos ônibus contam com cintos de segurança de dois pontos, isso não é viável. 

4- Ônibus escolar: uma forma muito mais sustentável que o veículo particular, pois uma única viagem é feita para transportar muitas crianças. Lembramos que todos os passageiros maiores de 3 anos devem usar cinto de segurança ou outros sistemas de retenção homologados, corretamente colocados, tanto em vias urbanas quanto interurbanas, desde que o veículo os possua.

Aqui oferecemos algumas recomendações para que as crianças viajem em segurança no ônibus escolar. Igualmente, recomendamos nosso infográfico

Objetivo Zero
Back to top