Skip to Content

Por que os rankings sobre cadeiras não coincidem e qual é a melhor classificação?

Por que os rankings sobre cadeiras não coincidem e qual é a melhor classificação?

18/09/2017

Você quer comprar uma cadeira para carro mas ao comparar os diferentes rankings você percebe que eles não coincidem? Escolher o sistema de retenção infantil ideal pode ser uma tarefa complicada. A primeira coisa que devemos ter em mente é que não há uma cadeira para carro perfeita para todo mundo. Da mesma forma de que nem todo mundo tem o mesmo carro nem tão pouco o mesmo ritmo de vida, podemos dizer que devemos escolher a cadeira para carro segundo nossas necessidades. E certamente, os crash test realizados de maneira independente podem nos ajudar a tomar esta decisão.

Diferentes clubes automobilísticos e associações de consumidores europeus realizam duas vezes ao ano um relatório onde são avaliadas uma série de cadeiras para carro. Certamente, as provas às quais são submetidas estas cadeiras são mais exigentes que as provas de homologação. Aqui avalia-se a segurança do SRI, os impactos frontais e laterais, analisa-se o manejo e a instalação, a ergonomia e a comodidade para a criança e a presença de substâncias perigosas nos tecidos das cadeiras. Podemos dizer que os sistemas de retenção infantil são submetidos a uma análise exigente.

No entanto, uma dúvida pode surgir quando comparamos as cadeiras, por exemplo, as cadeiras analisadas por clubes como o RACE ou o RACC não coincidem com o conhecido selo sueco Plus Test. E as provas e o foco é diferente. No Plus Test os fabricantes submetem-se a estas provas de maneira voluntária para conseguir o mencionado selo que garante que a cadeira em questão há passado nas provas de segurança suecas. Na verdade, os testes se concentram na verificação dos esforços que devem suportar o pescoço do ocupante (a criança) em um impacto frontal. Por isso, aqui as cadeiras viradas para atrás recebem uma melhor pontuação.

Abordamos as diferentes provas no artigo ‘Como são realizados os crash test em carros para garantir a segurança dos SRI?’

Devemos ter em mente que quando nos deparamos com um regra ou outra de homologação, a cadeira terá passado por determinadas provas de segurança. Em todo caso, uma cadeira homologada quer dizer que há superado com sucesso os requisitos mínimos de segurança estabelecidos para toda a União Europeia. Certamente, os SRI homologados pela regra R-129 (a mais recente), contam com maiores padrões de segurança ao incluir, por exemplo, a prova de colisão lateral. Algo que não acontece na R44/04.

Podemos dizer que não há um ranking único no qual possamos nos fixar para determinar qual cadeira é a mais ideal para nós, já que para isso há que ser levado em conta muitos fatores como o tipo de veículo utilizado, verificar qual o tipo de cadeira pode ser instalada nele e, segundo qual regra de homologação, há que ser levado em conta a altura da criança, se optamos para que vá virada para trás (a Fundación MAPFRE recomenda que seja assim até pelo menos os 4 anos de idade), se a cadeira é fácil de manejar e de instalar, se a criança está cómoda nela, se podemos utilizar as ancoragens isofix…

Devemos ter em mente que mesmo que a princípio a cadeira seja perfeita, segundo um amigo ou familiar, a mesma pode não ser para nós. Por isso, devemos levar em conta os fatores anteriormente mencionados, verificar as diferentes alternativas, ir a um centro especializado e ter a opção de provar a cadeira pessoalmente: instalar o SRI, sentar a criança nela, verificar se é de fácil instalação no carro, que tirem todas as nossas dúvidas, se está devidamente homologada… Só assim encontraremos a cadeira perfeita para nós.

Encontre aqui mais conselhos para escolher a cadeira para de carro.


Ayúdanos a conseguirlo

Back to top