Skip to Content

Estamos cientes de quão perigoso pode ser para as crianças se elas forem utilizando tablets, mini televisões ou celulares, mesmo se estiverem na cadeirinha?

¿Somos conscientes de lo peligroso que puede ser que los niños vayan con tabletas, pantallas o móviles aunque vayan en la sillita?

27/09/2018

Colocamos a criança corretamente no assento traseiro, com um sistema de retenção infantil homologado adaptado a sua altura e peso, a cadeirinha está bem instalada e a criança bem fixada. A cadeirinha é virada trás. No entanto, deixamos objetos soltos dentro do veículo ou colocamos de maneira inadequada alguns deles. A criança está com um Tablet para que possa se entreter durante o trajeto. Somos conscientes do perigo que isso pode ser?

O PERIGO DOS OBJETOS SOLTOS

Você sabia que qualquer objeto solto dentro do veículo pode sair projetado em direção a qualquer um dos ocupantes tendo seu peso aumentando em até quarenta vezes a somente 50 km/h? De acordo com a Direção Geral de Trânsito, por exemplo, um console de videogame de apenas 218 gramas pode atingir os 7,8 kg se freamos ou sofremos um acidente a 50 km/h. No caso de frear a 90 km/h, o peso deste console seria de 25 kg. Se falamos de um Tablet de 560 gr, seu peso pode chegar aos 23 kg em uma frenagem a 50 km/h e a 75 kg se a frenagem for a 90 km/h, o que equivaleria a um São Bernardo chocando-se diretamente contra algum dos ocupantes. 

Isto ocorre inclusive com os brinquedos, por mais leves que possam ser. De fato, a própria cadeirinha deve ir bem ancorada mesmo que a criança não esteja viajando nela, já que a mesma pode sair projetada em caso de frenagem ou impacto. 

OBJETOS BEM PRESOS MAS EM LUGARES INAPROPRIADOS

Não basta fixar firmemente os objetos, também devemos considerar onde vamos coloca-los. A parte traseira do encosto de cabeça ou parte da frente do mesmo (no caso das crianças viradas para trás) não é o lugar mais adequado. É que devemos considerar que a cabeça da criança pode chegar a impactar-se diretamente contra eles se por qualquer motivo a cadeirinha não estiver bem fixa ou não reagir como deveria. 

Já aconteceram  alguns casos em que a criança veio a falecer devido a este motivo. Previamente haviam verificado que a menina ou menino viajava na cadeirinha correspondente de forma adequada e que a causa da morte foi devido a um golpe com um tablet colocado no encosto de cabeça do assento dianteiro. 

Evitar que as crianças saiam projetadas e se choquem diretamente contra os vidros do veículo é uma das principais preocupações. Este é um dos motivos pelos quais as crianças devem viajar obrigatoriamente nos assentos traseiros. 

No entanto, todas as medidas de segurança não servem de nada se colocamos objetos que podem comprometer a sua segurança como é o caso dos tablets no encosto de cabeça, telas com dvd ou bandejas articuladas nos assentos.

Em princípio, a criança com cadeirinha não deveria impactar-se contra o encosto de cabeça mas, caso ocorra, é preferível que seja contra algo acolchoado do que contra uma tela.  

ASSIM DEVE VIAJAR UMA CRIANÇA

Lembramos que atualmente a  lei  indica que nos veículos de até nove lugares, incluindo o motorista, as crianças com altura inferior ou igual a 135 cm deverão viajar nos assentos traseiros, utilizando um sistema de retenção homologado e adaptado a sua altura e peso. Salvo unicamente três exceções:

  • Em veículos que não disponha de assentos traseiros.
  • Que todos os assentos traseiros estejam ocupados por outras crianças em seus respectivos sistemas de retenção.
  • Em veículos que não seja possível ser instalados os sistemas de retenção nos ditos assentos.

Além disso, deve-se instalar a cadeirinha e fixar a criança  seguindo as especificações realizadas pelo fabricante no manual ou folheto.

Adicionalmente, no caso de ocuparem os assentos dianteiros e o veículo dispor de airbag frontal, somente poderão utilizar sistemas de retenção orientados para trás se o airbag tiver sido desativado.

O mais recomendável é que as crianças viajem viradas para trás o maior tempo possível e, no mínimo, até os 4 anos de idade. 

Neste infográfico abordamos alguns dos principais erros que são cometidos na hora de transportar de forma segura as crianças:

Errores en el transporte de niños

Objetivo Zero
Back to top