Skip to Content

O que fazer se tiver uma criança trancada no carro?

O que fazer se tiver uma criança trancada no carro?

11/08/2017

A uma temperatura de 25 graus no exterior, uma criança pode sofrer um choque de calor em apenas 10 minutos no interior do veículo. Por isso, é fundamental agir a tempo e da forma adequada se vemos que há uma criança trancada dentro do carro. E apesar das consequências e das campanhas realizadas a respeito, todos os verões ocorrem casos similares.

Estas são as razões para não deixar uma criança sozinha dentro do carro:

Tal e como mostrado no ‘Relatório choques de calor na infância’ (Espanhol), elaborado pela Fundación MAPFRE :

  • A primeira coisa que devemos fazer é verificar se a criança responde a seus sinais.
  • A seguir, ligar imediatamente para o 112, telefone de emergências válido para toda a União Europeia.
  • Posteriormente, devemos abrir o automóvel. É vital manter sempre a segurança da criança. Por isso, se formos quebrar uma janela, teremos que pedir para que a criança fique no lado contrário. Por exemplo, se a criança está sentada no assento traseiro direito, atrás do assento do passageiro, a opção mais segura para a criança é quebrar a janela do condutor.
  • Depois, tiramos a criança do carro com cuidado para que ela não se corte.

Se a criança sofre um choque de calor...

Se a criança estiver consciente, devemos deita-la com a barriga para cima em umlugar fresco, afrouxar a roupa, colocar compressas frias (nunca gelo) e oferecer água ou uma bebida isotónica (soros de reidratação oral).

  • Tão cedo como se recupere há que transladar a um centro sanitário para que o examine um médico.
  • Se a criança estiver inconsciente, ligar novamente no 061 ou no 112. Se não estiver respirando, devemos iniciar manobras de reanimação cardiopulmonar pediátrica básica.
  • Ainda que a criança recupere-se, é importante leva-la a um centro ambulatorial para que passe por uma consulta médica.
  • Não devemos submergir a criança em água gelada, já que o choque de temperatura é prejudicial. Também não se aconselha esfregar álcool, pois o álcool poderá ser absorvido pela pele da criança e provocar uma intoxicação etílica.


Ayúdanos a conseguirlo
Back to top