Skip to Content

Nove dicas que não devemos esquecer em viagens curtas com as crianças durante o verão

Nove dicas que não devemos esquecer em viagens curtas com as crianças durante o verão

04/07/2017

Devido ao verão, há um numero maior de pessoas viajando para seus destinos de férias ou retornando do mesmo. No entanto, também devemos dar ênfase na importância das viagens curtas, seja para ir ou voltar da praia ou para ir a um lugar de lazer. É precisamente nestas viagens curtas onde há mais descuidos.

Demorar mais para instalar a cadeira ou para colocar a criança que irá viajar não é um motivo suficiente para se descuidar durante trajeto.Com o objetivo de proporcionar a maior segurança possível, oferecemos 9 dicas que devemos ter durante viagens curtas:

  1. Sempre com cinto de segurança e sistema de retenção infantil.
  2. As crianças menores que 1,35 cm, além de ir com um sistema de retenção homologado e conforme seu peso e altura, devem ir sempre nos assentos traseiros. Conforme indicado na legislação.
  3. Devem ir virados para trás até os 15 meses e até pesarem mais de 10 kg. Através da Fundación MAPFRE recomendamos que as crianças continuem indo sentadas viradas para trás até os 4 anos de idade. Se por algumas das exceções previstas pela Lei tiverem de ir no assento dianteiro do passageiro, temos que desativar obrigatoriamente o airbag.
  4. Certifique-se que a criança esteja limpa e seca, pois no contrario, ao estar em contacto com a cadeira, pode causa-la irritação na pele e também pode acelerar a deterioração da cadeira, diminuindo a eficácia, provocando mal-estar e podendo afetar a alguns dos componentes da cadeira.
  5. Procure fazer com que a criança viaje cómoda. É aconselhável que sempre leve alguma roupa e que não viaje nua ou sem fralda. O arnês pode provocar-lhes vermelhidão na pele e podem transpirar em excesso.Recomendamos o artigo ‘Meu filho transpira muito, o que posso fazer para que viaje melhor com a cadeira?’.
  6. Flutuadores, sombrinhas, toalhas…recorde que no veículo tudo deve ir bem preso e nada deve estar solto. O objetivo é que nada saia voando em caso de acidente ou frenagem brusca.
  7. Por mais curto que seja o trajeto, é importante levar água e estar sempre hidratado. As altas temperaturas fazem que se elimine muito líquido. As crianças são mais vulneráveis e poucas vezes têm a consciência desta necessidade.
  8. Se for andar de bicicleta ou viajar de moto, recordamos que a criança deve ir sempre com capacete.
  9. Por último, nunca deixe uma criança sozinha no carro. Com 25 graus no exterior, bastam 10 minutos para que a criança sofra um choque térmico dentro do veículo.
Back to top