Skip to Content

O inverno está chegando: Esclarecemos as principais dúvidas que podem surgir ao transportar crianças de carro nos dias mais frios

Llega el invierno: Resolvemos las principales dudas que pueden surgir a la hora de transportar a los niños en coche en los días más fríos

14/12/2020

Com a queda das temperaturas, muitas dúvidas podem surgir sobre a melhor forma de viajar de carro com crianças. É recomendado que usem o casaco quando forem na cadeirinha ou é mais aconselhável colocar uma manta? É melhor usar um cobertor de inverno específico para essas cadeirinhas de auto? Qual a temperatura mais adequada dentro da cabine? Em ‘Segurança Viária Infantil’, área de Prevenção e Segurança Viária da Fundación MAPFRE, procuramos esclarecer as principais dúvidas que possam surgir com a chegada do inverno. 

Sabemos que o condutor deve mudar a forma como dirige, sendo mais cauteloso em caso de chuva, vento, neve ou neblina, utilizando também as luzes diurnas ao longo do dia para aumentar a visibilidade (menos horas de luz solar).

Essa mudança nas temperaturas também nos faz querer que as crianças viajem mais aquecidas dentro do veículo, mas essa opção pode prejudicar sua segurança dependendo do caso. Aqui, abordamos algumas questões que podem surgir:

-As crianças devem viajar de casaco?

Não é recomendável entrar no carro com casacos grandes e volumosos. Tanto crianças como adultos não devem viajar usando casacos, pois o cinto de segurança não fica bem ajustado ao corpo, o que pode causar o conhecido efeito ‘submarino’. 

Quando colocamos uma criança com casaco na cadeirinha, o arnês ou o cinto de segurança não fica bem ajustado. Devemos ter em mente que o arnês deve ficar apertado. Na verdade, apenas dois dedos devem entrar no espaço entre o corpo da criança e o arnês. Por tudo isso, pode haver uma falsa sensação de a criança estar bem presa. Mesmo que caibam apenas dois dedos entre o arnês e o casaco da criança, a segurança não é a mesma. Acontece que, se a criança estiver com muita roupa, ela pode se mover dentro do casaco.

A principal recomendação é dedicar algum tempo antes de colocar a criança no carro para tirar seu casaco e colocá-la no sistema de retenção infantil sem esta vestimenta. 

Este vídeo divulgado pela Today (NBC) e pelo Daily Mail mostra como uma mãe coloca a filha com o casaco na cadeirinha e ajusta o arnês. Posteriormente, ela faz essa mesma ação, mas sem o casaco. A folga no arnês é evidente. 

-É recomendável usar uma capa de inverno para cadeirinhas ou uma manta é melhor?

Antes de colocar uma capa de inverno no sistema de retenção infantil, é necessário consultar as instruções do fabricante a este respeito. O ideal é que a temperatura dentro do veículo seja confortável o suficiente para que você não precise usar nenhum tipo de casaco. Recomenda-se que esteja entre 21 e 23 graus. 

No mercado podemos encontrar algumas marcas que oferecem capas específicas para suas cadeirinhas. Se essas capas forem comercializadas pelo próprio fabricante para a cadeirinha em questão, geralmente não irão interferir na segurança, pois são projetadas especificamente e possuem os slots necessários para o arnês ou para o cinto de segurança. De certa forma, contam com o apoio do fabricante no que diz respeito à sua utilização segura.

A Fundación MAPFRE não recomenda o uso de nenhum produto não homologado ou não recomendado pelo próprio fabricante.

Colocar uma manta também pode ser uma boa opção. No entanto, deve-se tomar maior cuidado quando falamos sobre bebês ou recém-nascidos para evitar asfixia. 

-Qual a temperatura ideal dentro da cabine do veículo para viajar com crianças?

Deve-se levar em consideração que ter uma temperatura muito elevada pode afetar diretamente a capacidade do motorista ao volante, reduzindo a concentração e contribuindo para o aparecimento do cansaço e sonolência, podendo vir a causar letargia. 

Da mesma forma, o calor excessivo afeta o conforto dos demais passageiros e pode levar à sudorese excessiva e até à insolação nos casos mais graves. Deve-se ter em mente que a insolação pode ocorrer, por exemplo, se uma criança for deixada dentro de um carro exposto ao sol, mas também se a criança estiver exposta a situações com alta umidade ou altas temperaturas sem proteção ou hidratação

Nesse sentido, deve-se levar em consideração que as crianças apresentam uma menor reserva de água. Sua temperatura corporal sobe 3 a 5 vezes mais rápido do que em adultos. Além disso, o sistema respiratório das crianças, que ainda está em desenvolvimento, as torna mais vulneráveis à exaustão pelo calor.

Por todos esses motivos, recomenda-se ajustar o aquecedor ou ar condicionado entre 21 e 23 graus, evitando que o jato de ar vá diretamente sobre a criança.

Também é importante manter a temperatura da cabine com uma regulação adequada e homogênea. Se o veículo contar com um climatizador automático, regulará a temperatura diretamente.

-Posso colocar uma criança molhada pela chuva na cadeirinha de auto?

A opção ideal é colocá-la no sistema de retenção infantil completamente seca. Por um lado, desta forma não alteramos nenhum elemento da cadeirinha. Tenha em mente que a água pode deteriorar pouco a pouco os diferentes elementos da cadeirinha. O aconselhável seria esperar a criança se secar para iniciar a viagem ou trocar de roupa com antecedência. Na verdade, se colocarmos uma toalha por baixo, também podemos causar o efeito submarino, no qual o corpo desliza.  

A isto devemos acrescentar que não é saudável deixar uma criança com a roupa molhada: com a mudança de temperatura, a roupa fica úmida e pode ficar gelada pelo frio...

Objetivo Zero
Back to top