Skip to Content

Seu filho não aguenta fazer viagens longas? Dicas para uma viagem mais segura e agradável

¿Tu hijo no aguanta los viajes largos? Consejos para un trayecto más ameno y seguro

12/07/2021

Você quer fazer uma viagem longa, mas tem medo de que seu filho não aguente todo o trajeto? Podemos dizer que o planejamento é fundamental para que tudo corra bem quando viajamos com crianças pequenas. Não perca essas dicas para que a viagem ocorra sem incidentes e de maneira harmoniosa e divertida para eles. 

-Prepare a viagem antecipadamente. Organize as paradas. Encontre áreas de descanso. Lembre-se que é aconselhável parar a cada 1 hora e meia ou duas horas ou até antes, tudo dependerá das diferentes necessidades de cada família. O objetivo é que tanto o motorista quanto as crianças possam esticar as pernas. Encontre um local onde você possa fazer essa parada e que também tenha uma área para crianças. Desta forma, elas terão seus momentos de diversão e poderão fazer alguns exercícios e brincar. 

-Obviamente, revise o veículo profundamente antes de viajar, escolha as rotas mais seguras e tenha tudo o que você possa precisar à mão, como kit de primeiros socorros, fraldas, água...

-Lembre-se de que as crianças devem ir em um sistema de retenção infantil homologado e de acordo com seu peso e altura. É importante escolher bem onde colocar a cadeirinha. Lembramos que, com o sistema isofix, o banco traseiro central é o mais seguro porque fica longe de ambas as portas. No entanto, o banco traseiro à direita permite um melhor acesso para o motorista. Em todo caso, o lugar dependerá do número de passageiros e, sobretudo, do número de crianças com cadeirinha. Neste infográfico oferecemos dicas para que as famílias possam transportar corretamente seus filhos no carro. 

Importante: não devemos abandonar o sistema de retenção infantil antes do tempo. Outra tentação é, ao ver que há muitos passageiros e bagagens, fazer a criança mais velha viajar sem cadeirinha. Este é um grande erro, principalmente se a criança não tiver mais de 150 cm de altura. Lembramos que, no que diz respeito à normativa, tudo dependerá do país em questão. Por exemplo, na Espanha, apenas menores de 135 cm de altura são obrigados a usar o SRI. No entanto, é a partir dos 150 cm de altura que o cinto de segurança pode ser usado diretamente e de forma segura. 

Nesse sentido, também é necessário ressaltar a maior segurança oferecida pelos assentos de elevação com encosto, mesmo que ocupem mais espaço do que os assentos elevados simples ou boosters. 

-Verifique se o sistema de retenção infantil está instalado corretamente e se está em perfeitas condições. Reserve um tempo para fazer isso e colocar as crianças corretamente. 

-Tente fazer com que a viagem coincida com as horas de sono. Dessa forma, as crianças estarão dormindo durante a maior parte do tempo, além de evitar tonturas, a inquietação, o tédio... Uma boa opção é dirigir de madrugada, embora tenhamos que ter em mente que durante esse horário pode surgir a sonolência e o cansaço. 

-Temperatura agradável dentro da cabine. Não ficar nem muito frio nem muito quente. É importante que o ar não fique voltado diretamente para a criança. Use o ar condicionado ou o controle de temperatura para atingir a temperatura ideal: entre 21 e 23 graus. 

-Dirija de forma tranquila e responsável. É algo que transmitimos aos mais pequenos. Se dirigirmos de forma brusca, essa tensão também os atingirá e eles ficarão mais inquietos ao longo da viagem. 

-As crianças devem usar roupas confortáveis e transpiráveis. Devemos ter em mente que eles ficarão muito tempo sentados e que as roupas devem ser confortáveis para isso. Além disso, devido às altas temperaturas durante o dia, podem passar calor. Recomenda-se levar uma muda de roupa adicional para poder trocá-la se necessário. 

-Alimentação leve e hidratação constante. Evite alimentos pesados antes de viajar e certifique-se de que as crianças se hidratem constantemente. Lembre-se de que a comida também contribui para o desconforto e enjoo. 

-Certifique-se de que não viajem com a cabeça baixa ou dobrada. Para evitar enjoos (mais frequentes a partir dos 3 anos), não é aconselhável ler durante as viagens ou brincar com o celular. Verifique a reclinação da cadeirinha para que possam ficar confortáveis e evitar que suas cabeças caiam ao adormecer. Lembramos que existem vários acessórios e dispositivos no mercado que prometem manter uma postura correta da cabeça no caso de as crianças adormecerem no carro. A oferta é variada, mas podemos encontrar muitos desses dispositivos que, no mínimo, estão em uma situação «alegalidade». Isso significa que são dispositivos que podem não estar em conformidade com parte dos regulamentos e, portanto, devem ser evitados. Somente produtos homologados e recomendados pelo fabricante do SRI devem ser utilizados. Em caso de dúvida consulte uma loja especializada e o próprio manual da cadeirinha.

-Recomenda-se que um adulto viaje nos bancos traseiros com as crianças. Desta forma, poderá ajudá-los e entretê-los. Cantar, encontrar objetos na paisagem, descansar... Além disso, pode verificar se a criança está realmente bem presa na cadeirinha, já que as crianças tendem a tirar o arnês, colocar os braços para fora... Aqui falamos porque um arnês apertado é um arnês seguro. A viagem não deve ser continuada se a criança não aceitar ir com o arnês devidamente preso, pois o sistema de retenção infantil não conseguirá segurá-la caso seja necessário. 

-Cuidado com objetos soltos dentro da cabine. Um erro comum pode ser dar um brinquedo a uma criança para se divertir durante a viagem, mas devemos ter dois pontos em mente. O objeto pode ser lançado pela própria criança na direção da área do motorista, colocando em risco a segurança de todos; e, em segundo lugar, no caso de um acidente ou frenagem, o objeto pode ser igualmente projetado contra o resto dos ocupantes e contra o próprio menor. Neste infográfico abordamos a importância de todos os objetos ficarem devidamente presos.

-Cuidado também com tablets. Uma maneira de manter as crianças entretidas durante a viagem é colocar um filme para elas. No entanto, devemos ter em mente que esta ação também tem seus riscos. Por esse motivo, não é recomendável instalar telas ou reprodutores de DVD na parte traseira ou frontal do encosto de cabeça, pois se não houver distância suficiente, se a cadeirinha não funcionar corretamente ou se o SRI não estiver bem preso, a cabeça da criança pode colidir diretamente contra o dispositivo, o que pode causar ferimentos muito graves. 

-Virada para trás ou para frente? Insistimos que a forma mais segura de viajar é virada para trás, especialmente quando a criança tem menos de 4 anos, apesar de ser recomendável viajar assim durante o maior tempo possível.

Numa viagem longa, podemos querer arriscar e colocar a criança virada para a frente. No entanto, sua segurança está em risco. A isto devemos adicionar que as especificações do fabricante devem ser seguidas em todos os momentos no que diz respeito ao sentido em que a cadeirinha deve ser instalada. Especialmente se forem bebês ou crianças menores de 4 anos, devem ir viradas para trás. 

-Enjoos: como indicamos, aparecem com maior frequência a partir dos 3 anos de idade. O motivo? O que o cérebro percebe não está coordenado com os sinais que os ouvidos e órgãos responsáveis pelo senso de equilíbrio recebem.

Uma direção agressiva, comer, ler ou jogar podem contribuir para isso. Em caso de tontura ou enjoo, é recomendável abrir a janela e garantir que o ar de fora toque seu rosto. Caso contrário, será necessário parar para que a criança se refresque. 

Objetivo Zero
Back to top