Skip to Content

Famílias numerosas: erros que você nunca deve cometer ao viajar de carro

Familias numerosas: errores que nunca se deben cometer en los viajes en coche

12/05/2021

Se podemos nos orgulhar de alguma coisa hoje em dia, essa coisa é com certeza a diversidade dos modelos de família. Embora possa haver variações de um país para outro, em termos gerais, entende-se por família numerosa aquelas famílias compostas por um ou dois ascendentes com três ou mais filhos. Outro elemento comum que todas as famílias certamente compartilham é o interesse de que seus filhos viajem em segurança no carro. Por isso, vamos detalhar quais erros podem ser cometidos em viagens de carro quando contamos com várias crianças em nossa unidade familiar. 

ERROS QUE NÃO DEVEM SER COMETIDOS

- Deixar as crianças sentarem em qualquer cadeirinha. A pressa pode nos levar a cometer este erro: deixá-los sentar na cadeirinha que quiserem. Devemos ter em mente que cada criança deve ter seu próprio sistema de retenção infantil. O motivo? Nem todas as cadeirinhas são projetadas para todas as idades e alturas. Um SRI para bebês não é o mesmo que um SRI para uma criança de 6 anos. Por este motivo, as cadeirinhas são divididas em grupos (R4-04) ou por altura R-129 (i-Size). Aqui te ajudamos a escolher o melhor sistema de retenção infantil de acordo com as necessidades da criança. 

- Colocá-los incorretamente dentro do veículo. Lembramos que as crianças com altura igual ou inferior a 135 cm devem viajar obrigatoriamente com um sistema de retenção infantil homologado instalado nos bancos traseiros, salvo em três exceções: 

  • Quando o veículo não possuir bancos traseiros.
  • Que todos os assentos traseiros estejam ocupados por outras crianças em seus respectivos sistemas de retenção.
  • Quando os sistemas de retenção não puderem ser instalados em tais bancos.

Uma das principais dúvidas que podem surgir é como colocar três crianças em suas cadeirinhas no carro. Deve-se ter em conta que infelizmente nem todos os carros são projetados para acomodar 3 cadeirinhas nos bancos traseiros (seria a opção ideal). Neste infográfico apresentamos as opções que temos de acordo com os diferentes casos. 

- Não dedicar o tempo necessário para colocar a criança na cadeirinha. É importante dedicar o tempo suficiente com cada criança para colocar corretamente o arnês ou o cinto de segurança. Lembramos que o cinto e o arnês não devem ter dobras, não devem estar torcidos e devem ficar suficientemente apertados. Aqui abordamos porque um arnês apertado é um arnês seguro. Também disponibilizamos este infográfico com dicas para uma colocação adequada.

- Colocar as crianças na cadeirinha vestindo casaco. O volume do casaco deixa o arnês muito frouxo e faz com que pensemos erroneamente que a criança está bem presa. Com isso, a cadeirinha pode não agir adequadamente e, portanto, não proteger a criança, se necessário. É importante que dentro do carro, na cadeirinha, a criança não use roupas muito volumosas que nos passe essa falsa sensação de segurança.

- Permitir que viajem no carro com objetos como mochilas, tablets, brinquedos, etc. Queremos que a viagem seja divertida, principalmente durante uma viagem longa. No entanto, devemos ter em mente que transportar determinados objetos dentro da cabine pode ser perigoso em caso de frenagem ou acidente, já que estes objetos podem ser projetados e atingir qualquer passageiro diretamente. Aqui, abordamos quais objetos as crianças não devem levar soltos no carro.

- Passar para o assento de elevação antes do tempo e escolher um assento sem encosto. Eles ocupam menos espaço e, portanto, tornam-se um grande atrativo. No entanto, devemos ter em mente que um assento de elevação com encosto oferece maior proteção, principalmente em impactos laterais. Além disso, evita erros na colocação do cinto de segurança, que deverá passar pelas áreas indicadas. Assentos de elevação sem encosto só são uma opção a partir dos 125 cm de altura e sempre dependendo das características físicas da criança. 

- Abandonar o sistema de retenção infantil antes do tempo. Um dos principais problemas que as famílias costumam encontrar nos veículos é o espaço, e as cadeirinhas de fato ocupam muito. Ainda que, dependendo do país, possamos encontrar uma normativa que requeira o uso de sistemas de retenção infantil até os 135 cm de altura, recomenda-se que as crianças continuem usando o SRI até os 150 cm, momento em que o cinto de segurança de adulto ficará ajustado corretamente. 

Por fim, neste infográfico listamos os erros que podem ser cometidos ao transportar uma criança em um carro. Muitos pontos já foram abordados. No entanto, também abordamos outros pontos que, é claro, podem acontecer com as famílias numerosas:

errores-transporte-ninos-portugues.jpg

Objetivo Zero
Back to top