Skip to Content

Uma cadeirinha para carro pode ter elementos tóxicos para uma criança?

¿Puede tener una sillita de coche elementos tóxicos para un niño?

16/01/2019

Na maioria dos casos, olhamos para a segurança dos sistemas de retenção infantil do ponto de vista físico: se protegem as crianças o suficiente; se são indicados para certas características físicas; se possuem ou não ISOFIX; se oferecem proteção lateral para a cabeça ou se estão homologados.


No entanto, há outro ponto de preocupação para muitos pais e para diferentes associações de consumidores, e é a possível toxicidade de alguns componentes das cadeirinhas. Para ter certeza sobre este ponto, diferentes testes de substâncias poluentes são normalmente realizados, no qual diferentes produtos não indicados para crianças são encontrados. Neste sentido, as mesmas regras se aplicam ao mundo dos brinquedos e à indústria têxtil em termos de produtos para crianças. Nestas páginas você pode encontrar os principais poluentes que são encontrados nesses testes.


Há alguns meses, em outubro de 2018, o segundo relatório de Sistemas de Retenção Infantil (SRI) de 2018, realizado no laboratório ADAC em Landsberg (Alemanha), foi publicado. Onde certificou que 25% das cadeirinhas analisadas obtiveram uma classificação de “Muito insatisfatória”, e um dos problemas destacados é, precisamente, o uso de substâncias tóxicas em algumas de suas peças, como naftalina ou alguns retardadores de chama que são tóxicos.  Este tipo de testes é realizado sob os critérios de associações de consumidores e clubes de automóveis. Você pode ver o relatório em PDF neste link.


Para ter certeza de que a cadeirinha para carro que escolhemos é a mais segura, devemos levar em conta não apenas sua segurança dinâmica (no momento de uma colisão), mas também que não inclua essas substâncias  “proibidas” em seus componentes.


Objetivo Zero
Back to top