Skip to Content

As crianças devem estar sempre seguras durante um deslocamento: erros que são frequentemente cometidos nos diferentes meios de transporte

Los niños siempre deben ir seguros cuando se desplazan: errores que se suelen cometer en los diferentes medios de transporte

21/11/2019

A pressa, a rotina, as preocupações e muitas outras razões nos levam a cometer erros quando nos deslocamos com crianças em qualquer meio de transporte. A maior parte deles é o resultado de uma desatenção, embora também possa ser acrescentado o desconhecimento dos pais ou adultos responsáveis pelas crianças.

O primeiro erro é desconhecer as leis atuais, algo que podemos revisar a qualquer momento neste link. Devemos manter-nos atualizados sobre os novos regulamentos, leis e suas possíveis modificações, não apenas para evitar sanções, mas para a segurança de todos.

Erros frequentes no carro

No carro, podemos cometer uma série de erros, dos mais graves aos mais (aparentemente) inofensivos. Estes são os erros mais graves e comuns:

  • Usar cadeirinhas não homologadas. Este é um erro grave, uma vez que cadeiras não homologadas não garantem a segurança das crianças da mesma maneira que as homologadas. Este erro pode causar ferimentos graves no tórax e na cabeça, em caso de colisão.
  • Erros de colocação do SRI ou dos arneses. Instalar corretamente o SRI, bem preso e seguro, além de colocar corretamente os arneses, é essencial para a segurança. Deixar sobras ou folgas nos arneses é um erro frequente.
  • Não usar um SRI é um erro muito sério. Ocorre frequentemente tanto com recém-nascidos ou crianças muito pequenas (geralmente são transportadas nos braços, o que é muito perigoso) quanto com crianças mais velhas com quem temos dúvidas sobre se devem ou não continuar usando um SRI. Em geral, é um erro amplo.
  • Usar um SRI velho ou danificado. Este erro é, por assim dizer, menos claro que os demais. No entanto, os sistemas de retenção infantil têm uma data de «validade» porque seus componentes são feitos de plástico e de outros materiais que se deterioram com o tempo. O uso de SRIs desgastados aumenta o risco de falha na hora de resistir a uma colisão.

No infográfico a seguir, podemos ver todos os erros que podemos cometer, além de suas consequências imediatas.

iNFOGRAFIA

Erros em outros meios de transporte

Existem muitos outros meios de transporte nos quais podemos viajar com nossos filhos pequenos, por exemplo, a motocicleta. Podemos levar nossos filhos em uma moto desde que conheçamos os regulamentos a respeito.

Os erros mais comuns em uma moto ocorrem, precisamente, por não conhecer os regulamentos: não usar capacete, não usar as cadeirinhas especiais para moto ou não atender aos requisitos de idade mínima.

Em outros meios de transporte, como o ônibus, o erro mais frequente é não usar o cinto de segurança e deixar a criança caminhar pelo veículo sem supervisão. Lembramos que não há risco quando o cinto tem dois pontos de ancoragem (o mais comum), embora, é claro, a maneira mais segura seria com um sistema de retenção infantil.

Recomendamos que você leia este artigo completo para saber como as crianças devem se deslocar com segurança nos meios de transporte mais comuns, para evitar cometer erros que podem multiplicar o risco de ferimentos em caso de colisão.

Por último, nos táxis, um erro muito frequente é pensar que eles não deveriam levar uma cadeirinha em nenhum caso e não fazê-lo. Hoje em dia, uma criança com menos de 135 cm pode ir sem um sistema de retenção infantil, desde que o táxi transite pela cidade e a criança esteja nos assentos traseiros. Se, por outro lado, o táxi se deslocar por uma estrada interurbana, a criança é obrigada a usar uma cadeirinha (com menos de 135 cm deve ir nos assentos traseiros). Desde a Fundación MAPFRE, recomendamos a utilização da cadeirinha, tanto em estradas interurbanas quanto em estradas urbanas.

Objetivo Zero
Back to top