Skip to Content

Como a primavera afeta nossa segurança viária?

¿Cómo afecta la primavera a nuestra seguridad vial?

12/04/2021

A primavera é uma das estações mais esperadas do ano. Em geral, o clima está mais agradável, o dia é mais longo e passamos mais tempo na rua. No entanto, devemos ter em mente que a chegada desta estação também afeta a nossa segurança ao volante. Revisamos alguns pontos que devemos levar em consideração. 

-Alergia. Espirros, coceira nos olhos, congestão nasal... A alergia de primavera chega e, com ela, seus sintomas incômodos aparecem, principalmente se tivermos que dirigir. Como motoristas, podemos não estar em perfeitas condições físicas: coceira nos olhos e, portanto, dificuldade de visão, espirros que nos distraem e fazem com que desviemos os olhos da estrada... Em hipótese alguma devemos dirigir se tivermos alergias, uma vez que se torna impossível dirigir com segurança. Lembre-se que, por exemplo, espirrar por 5 segundos seguidos enquanto dirige a 90 km/h resulta na falta de atenção na estrada por mais de 125 metros.

Uma boa opção é verificar os níveis de pólen no ar e não dirigir se houver avisos importantes ou altos níveis de pólen.

-Cuidado com os medicamentos. É importante ressaltar que muitos dos medicamentos tomados para alergias causam sonolência. Atualmente, existem anti-histamínicos que não afetam a capacidade de dirigir, mas isso não se aplica a todos os remédios. Por esse motivo, esta possibilidade deve ser previamente consultada com seu médico ou farmacêutico. Obviamente, não devemos nos automedicar sob nenhuma circunstância. 

-Se você sofre de alergias, dirija com as janelas fechadas. Desta forma, evitamos que o pólen entre na cabine.

-Mais horas de luz. Isso pode ter seu lado positivo e negativo. Por um lado, aumenta a visibilidade. É inegável que dirigir à noite é mais perigoso. Mas, por outro, devemos ter um cuidado especial com o ofuscamento que o sol nos pode causar. Por isso, recomenda-se dirigir com óculos de sol adequados e evitar dirigir ao anoitecer e ao amanhecer, nas horas de sol intenso (entre as 14:30 e as 16:00) e entre as 2:00 e 5:00 da manhã. Também não é recomendado dirigir em áreas molhadas.

-As temperaturas aumentam. Em geral, tende a fazer mais calor. Por isso, queremos enfatizar a importância de não deixar nenhuma criança sozinha dentro do veículo. Desta forma, evitaremos que sofram a temida insolação. Apenas 10 minutos são suficientes para uma criança sofrer de insolação dentro de um veículo a uma temperatura externa de aproximadamente 25 graus. A criança pode sofrer tonturas, vômitos, dor de cabeça e taquicardia. Aqui oferecemos 10 dicas para evitar insolação em crianças e, neste outro artigo, abordamos seus principais sintomas

-Mais viagens de carro, tanto longas como curtas, sem comprometer a segurança. Em geral, e apesar das restrições de mobilidade impostas pelas autoridades em função da COVID-19, com o bom tempo, tendemos a fazer mais viagens, tanto de longa como de curta distância. Não devemos arriscar e minimizar a importância de as crianças viajarem com um sistema de retenção infantil homologado e adaptado à sua altura e peso. As crianças devem ir nos bancos traseiros e usar um SRI até aos 135 cm de altura, conforme estabelecido por lei (caso as condições físicas do menor o permitirem, é preferível usar o SRI até os 150 cm), momento em que poderão usar o cinto de segurança de adulto. 

-Atenção aos incidentes meteorológicos. As chuvas também são típicas da primavera. Por isso, devemos estar prontos para dirigir em condições climáticas adversas ou inesperadas. 

-Mantenha os filtros do carro limpos para evitar a passagem de pólen e a proliferação de ácaros. Para evitar que mais pólen entre, é recomendável não ligar o ar condicionado.

-Limpe o veículo frequentemente para eliminar os ácaros. Também importante limpar bem as janelas para que o brilho do sol não prejudique ainda mais a visibilidade. 

Siga todas essas dicas para aproveitar suas viagens de carro nesta primavera sem nenhum contratempo. 

Objetivo Zero
Back to top