Skip to Content

As cadeiras no Chile já devem superar as normas de segurança em vigor na Europa ou nos Estados Unidos

As cadeiras no Chile já devem superar as normas de segurança em vigor na Europa ou nos Estados Unidos

06/06/2016

A 31 de maio entrou em vigor um novo decreto que obriga os sistemas de retenção infantil (SRI) que se comercializam no Chile a cumprir as normas de segurança da Europa ou dos Estados Unidos. Desta forma, trata-se de garantir que as cadeiras cumprem mínimos de qualidade e que foram submetidas às provas de segurança necessárias. 

Após modificar as suas normas sobre cadeiras (os menores de 12 anos devem ir atrás e deverá haver sistema de retenção infantil até aos 8 anos inclusive), o Chile deu mais um passo exigindo maior qualidade nas suas cadeiras. 

De momento, estas normas são obrigatórias para cadeiras até aos 4 anos mas, a partir do segundo semestre, será para SRI dos 4 aos 8 anos e, em março de 2017, já será obrigatório para as cadeiras que transportem menores de 12 anos de idade

Desta forma, já está em vigor o novo decreto que torna obrigatório que todos os SRI que se vendam no Chile sejam regidos pelos standards europeus ou norte-americanos. Garante-se assim que os sistemas de retenção infantil superaram ensaios de comportamento perante impactos como provas de capotagem, a resistência dos materiais, a sua inflamabilidade, o fecho dos arneses… 

Até agora não havia normas claras e eram os pais os encarregados de verificar se o sistema de retenção infantil era suficientemente seguro. As normas só incorporavam exigências básicas de forma, tais como a etiquetagem e o manual em espanhol, mas nenhuma que permitisse assegurar que as cadeiras cumpriam requisitos de segurança adequados perante um impacto real.

Agora, o Ministério dos Transportes e Telecomunicações controlará esta medida. Concretamente, o Serviço Nacional do Consumidor encarregar-se-á de vigiar que as cadeiras que se comercializam no país cumprem as normas.

Todas as cadeiras deverão contar com uma etiqueta de cor amarela com letras pretas que deverá ser colada na cadeira. O autocolante mede 9,5 cm de altura e 7,5 cm de largura.  Deverá estar em espanhol e indicar, entre outros dados, o nome e morada do fabricante, o ano de elaboração, o peso permitido e recomendações sobre a sua substituição. 

COMO POSSO SABER SE A MINHA CADEIRA CONTA COM ESSA ACREDITAÇÃO?

A Comissão Nacional de Segurança de Trânsito (CONASET) publicou uma lista com a situação atual das cadeiras. Pode consultar-se na seguinte ligação

Igualmente elaborou duas infografias onde se explica perfeitamente como devem ser as indicações que devem constar nas cadeiras no Chile a partir de agora. 

Ayúdanos a conseguirlo  

Back to top