Skip to Content

Assim deve ficar o cinto de segurança na criança com ou sem cadeira

Assim deve ficar o cinto de segurança na criança com ou sem cadeira

22/06/2017

A função principal de um sistema de retenção infantil é proteger a criança em caso de acidente. Como o cinto de segurança está especialmente projetado para o tamanho dos adultos. - as crianças precisam “ficar elevadas” ou “erguidas” (daí o nome de booster ou “assento elevatório”) para estarem devidamente protegidos.

À medida que a criança vai crescendo, é necessário que os sistemas de retenção infantil cresçam com elas até que comecem a utilizar o cinto de segurança. Neste caso, os conhecidos assentos elevatórios procuram precisamente fazer com que o cinto de segurança possa adaptar-se de forma correta e fixado adequadamente à criança.

As crianças entre 4 e 12 anos de idade aproximadamente (dependerá do peso e altura) poderão começar a utilizar cadeiras dos Grupos 2 e 3 (R-44/04) ou sistemas de retenção infantil para maiores que 100 cm de altura (R-129). Em ambos casos o cinto de segurança têm um papel fundamental e já começa a utilizar-se para, posteriormente - começar a utilizar unicamente o cinto sem a necessidade de cadeiras mínimo até 1,35 cm).

Atualmente no mercado podemos encontrar os seguintes sistemas que fazem uso do cinto de segurança para sua fixação:


Sujeción


É importante ter em mente que o cinto de segurança deve passar pelas ranhuras ou guias indicadas pelo fabricante. Desta forma, evitamos uma má colocação.

Além de oferecer uma maior proteção, um assento elevatório com encosto oferece mais indicações para colocar o cinto de segurança adequadamente.

O cinto nunca deve passar por cima do pescoço da criança e sempre há que ajusta-lo o mais baixo possível sobre as quadris. E claro, devem-se evitar folgas.

Assim deve ficar um cinto de segurança, tanto se colocado com ou sem cadeira:

Cinto de segurança
Back to top