Skip to Content

Semana Santa termina sem nenhuma criança morta nas estradas espanholas

Semana Santa concluye sin ningún niño fallecido en las carreteras españolas

10/04/2018

Durante a Semana Santa de 2018, um total de 30 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito em vias interurbanas na Espanha. Trânsito ofereceu a informação de maneira provisória a 24 horas, pois não se contabilizam aquelas possíveis vítimas a 30 dias ou as que ocorreram em vias urbanas. Trata-se de uma primeira aproximação que realiza a Direção Geral de Trânsito para fazer um primeiro balanço. Nestes primeiros dados, há que destacar que nenhuma criança menor de 14 anos perdeu a vida em um acidente de trânsito.  

No ano passado nenhuma criança morreu na estrada durante a Semana Santa e durante o período de férias também nenhuma criança menor de 14 anos perdeu a vida nas estradas espanholas. Os dados demonstram que está se fazendo um maior uso dos sistemas de retenção infantil e que estes são efetivos. É que a taxa de acidentes rodoviários registados durante este período deixou um total de 30 vítimas fatais, 3 mortos a mais que no ano passado.  

Há que destacar o elevado número de deslocamentos produzido em um período curto de tempo. A isto há que acrescentar as condições climatológicas que não têm sido favoráveis em boa parte do território nacional.  

Voltando à idade, Trânsito indica que também nenhuma pessoa menor de 24 anos morreu nas estradas, isto é, também não há que lamentar vítimas mortais entre os 15 e 24 anos de idade. A maior parte das vítimas oscilam de 35 a 44 anos, de 45 a 54 e de 75 a 84 anos de idade, onde foram registadas 5 mortos nesta faixa de idade. Também se contabilizaram 4 mortos de 25 a 34 anos e 3 vítimas fatais de 65 a 74 anos.  

Neste sentido, há que destacar que 2 dos 16 mortos em carros de passeio não faziam o uso do cinto de segurança.

Como temos comentado, se trata de uma informação provisória e terá que esperar um tempo para conhecer o balanço completo. Em todo caso, a redução da taxa de acidentes rodoviários infantil é um fator que se está produzindo ao longo dos anos na Espanha, especialmente aquela que se produz por não fazer uso de um SRI. Recomendamos o artigo ‘Espanha aproxima-se do objetivo 0 de crianças vítimas fatais por não usarem sistemas de retenção infantil’ onde é mostrado como esse objetivo pode ser alcançado até 2020. É que a taxa de acidentes rodoviários infantil reduziu um 74,07% em 9 anos (2007-2016)

Objetivo Zero
Back to top