Skip to Content

Bancos elevadores no automóvel, até quando há que utilizar?

Assentos infantis integrados

07/05/2015

No automóvel, as crianças entre 6 e 9 anos de idade estão expostas a um risco maior que os demais grupos de idade, quando viajam em turismos e furgonetas. Sua taxa de falecidos por milhão de habitantes é a maior de todos os demais grupos de idade: assim, enquanto a taxa de crianças falecidas no trânsito entre 6 e 9 anos está em 5,2 falecidos por milhão de habitantes, no caso das criança de 10 a 14 anos é de 2,2 falecidos por milhão e, no caso de crianças de 2 a 5 anos a taxa é de 4,0 falecidos por milhão. O grupo de idade com menor taxa nos automóveis e turismos falecidos são crianças de 0 e 1 anos de idade (sua taxa é de 1,1 falecidos por milhão de habitantes).

A explicação a esta maior exposição ao risco, no caso das crianças entre 6 e 9 anos, pode estar relacionada em parte por uma maior mobilidade. Mas, também porque os pais e mães deixam de utilizar bancos ou almofadas elevadores muito cedo, passando a utilizar os cintos de segurança para adultos. No caso das crianças menores de 12 anos, os cintos para adultos podem não ficar suficientemente ajustados à morfologia dos pequenos.

Para aprofundar na possibilidade anterior, a FUNDACIÓN MAPFRE realizou um estudo sobre 810 pais e mães com filhos entre 4 e 10 anos de idade, para conhecer seu conhecimento básico sobre segurança infantil no automóvel, e descobriu que:

a) 8% dos pais reconhece que, ao menos esporadicamente, não utiliza cadeirinha infantil, nem banco elevador, nem cinto de segurança para adultos.

b) Esta falta de uso de sistemas de retenção é mais frequente em meninas (9,5%) que em meninos (6,9%), entre quem pesam mais de 36 kg (36,1%), e entre quem têm 9 ou 10 anos (25,3%).

c) 6% das crianças trocam sua cadeira para bebês (grupo 0+) por um banco elevador (grupo II), sem passar pelo passo intermediário que representam as cadeirinhas infantis do grupo I. Este ”salto” sem passo intermediário é um risco evitável importantíssimo.

d) Por outro lado, 20% aproximadamente troca sua cadeirinha infantil (grupo I) por um banco elevador “muito tarde” (quando por seu peso deveria ter feito isto antes).

e) Uma alta porcentagem das crianças passam a utilizar muito cedo o cinto de segurança de adultos. Assim, 28% de quem têm entre 6 e 8 anos utilizam o cinto e 38% dos que atualmente têm entre 9 e 10 anos também o utilizam.

f) A grande maioria das crianças utiliza o banco de trás (no caso das crianças entre 4 e 10 anos que utilizam cadeirinhas orientas para frente, a porcentagem é de 95,5%). A FUNDACIÓN MAPFRE lembra que o banco do passageiro da frente é muito menos seguro que o banco de trás e, em particular, que o banco traseiro central (o mais seguro de todos).

g) As crianças que utilizam o banco da frente, o fazem mais nas distâncias curtas (41% dos pesquisados), quando o único adulto que viaja com eles é o condutor (15,5%) ou por outras “desculpas” como comodidade, porque a criança pede ou tenha tontura. Somente 5% dos casos, a criança que viaja na frente faz porque o carro vai completo.

h) Mais de 55% dos pais que não têm previsto trocar sua atual cadeirinha infantil com arnês (scadeirinha do grupo I) por um banco ou almofada elevador (grupos II ou III) o justifica dizendo que “são perigosos ou parecem inseguros”. Esta falta, totalmente infundada, de confiança nos bancos elevadores pode fazer com que os pais e mães passem diretamente de usar cadeirinha infantis a utilizar o cinto de segurança de adultos.

i) 25,3% dos pais reconhece que ou não sabe ou não tem certeza se os bancos elevadores são obrigatórios conforme a legislação espanhola.

j) Um da cada três pais (33,5%) não sabe qual é a altura a partir da qual o regulamento espanhol permite que as crianças utilizem o cinto de segurança no lugar das cadeirinhas elevadoras. Quanto pergunta-se-lhes pelo peso, unicamente o 35% dos interrogados declara saber que os meninos devem deixar de usar sillitas infantis quando superam os 36 kg. de importância (sento este o máximo peso admissível por ditas sillitas). Quanto à idade, mais de 40% desconhece a idade mínima para poder utilizar o cinto de segurança, segundo a legislação espanhola.

k) A maioria dos pais (70%) indicam que seu filhos viajam em veículos conduzidos por outras pessoas (outros pais ou outros familiares como avôs), pelo menos uma vez por semana. 48%, de fato, é usuário habitual de outros veículos (utilizam três ou mais dias por semana).

l) Ao redor de 8,6% dos pais e mães pesquisados declaram ter estado envolvidos em um acidente grave nos últimos anos.

m) Somente 12% dos pais e mães indica que têm recebido conselho de

especialistas ou técnicos em segurança infantil no automóvel para comprovar que as cadeiras infantis estão corretamente instaladas.

Com estes resultados, a FUNDACIÓN MAPFRE insiste em:

É muito preocupante que, ainda, quase 10% dos pais e mães reconheçam que, ao menos esporadicamente, não protegem seus filhos com cadeiras de segurança infantil quando usam o automóvel. Portanto, é preciso continuar conscientizando e trabalhando para erradicar esta perigosa situação.

• Conforme a legislação espanhola, os bancos de segurança infantil são obrigatórios nos turismos e furgonetas até que as crianças tenham mais de doze anos de idade ou tenham mais de 135cm. A partir de então, é legal utilizar o cinto de segurança de adultos.

• Mas, desde o ponto de vista da segurança dos menores, os bancos elevadores são necessários até que o cinto de segurança se ajuste corretamente ao corpo das crianças. Se o cinto não se ajusta bem, a proteção da criança não é a adequada e o risco de sofrer algum tipo de lesão aumenta.

• Os bancos elevadores são necessários no caso de todas as crianças que são muito grandes para utilizar outros tipos de cadeiras infantis, mas são ainda muito pequenos para poder utilizar com segurança o cinto para adultos do veículo.

• No caso das crianças maiores (6-12 anos), os bancos elevadores são mais de 45% seguros que os cintos de segurança para adultos.

Como saber se um cinto de segurança de adultos se ajusta corretamente a uma criança? Através desta simples infografia:

DefaultAlt

07/05/2015

Para consultar e realizar o download "Bancos elevadores no automóvel, até quando devem ser utilizados?" no seguinte link, bem como outros estudos anteriores no ponto correspondente.
Back to top